Publicidade

Publicidade

Publicidade

22 de Novembro de 2016 Publicado por: Folha Noroeste Categoria: Cultura

Tributo ao Bee Gees acontece nesta quarta na Pompeia

Grupo conta à Folha Noroeste sobre receptividade brasileira e o legado dos Irmãos Gibb para os fãs
Geminis Bee Gees. Foto: Maurício Trilha

Publicado às 16h50

Por Gabriel Cabral

O Teatro Bradesco, na Pompeia, receberá nesta quarta-feira, 23/11, a banda Geminis Bee Gees, que interpretarão os maiores sucessos da banda composta pelos Irmãos Gibb. O Bee Gees conquistou fãs pelo mundo e foi uma das bandas de maior sucesso dos anos 60 e 70. O sucesso, na época, chegou ao Brasil e conquistou ainda mais admiradores. Entre as grandes canções, “How Deep Is Your Love”, “Night Fever”, “Stayin’ Alive”, “I Started a Joke” e muito mais. 

O Geminis Bee Gees é formado por Ismael Espiño (que dá vida a Barry Gibb), Alejandro Niz (Robin Gibb) e Daniel Liberchuck (Maurice Gibb). No show “Bee Gees Number Ones”, o trio traz os mesmos arranjos vocais, figurinos e o mesmo set de instrumentos utilizados pela banda original. Os intérpretes argentinos já se apresentaram em mais de 12 países e já prestaram homenagens a grupos como Beatles, Queen, ABBA, Creedence e outros.

A Folha Noroeste entrevistou Ismael Espiño. Confira:

Folha Noroeste: O grupo Geminis já se apresentou em diversos países, inclusive no Brasil. O que mais chama a atenção de vocês quando passam pelas cidades brasileiras?

Ismael Espiño: O público brasileiro conhece Bee Gees, e não me refiro às canções do filme "Saturday Night Fever", mas sim aos discos dos anos 60 e até mesmo canções dos anos 90 que não chegaram a estourar. Canções dos Irmãos Gibb em trilhas de novelas colaboraram um pouco para o grande conhecimento que os brasileiros têm [sobre a banda]. Isso impressiona bastante. Além disso, o brasileiro é sempre mais caloroso, canta do início ao fim do show, dança, se emociona junto com a gente, nenhum outro país é assim, somente o Brasil. Sempre após os shows recebemos o público para fotos e a resposta é muito boa.

FN: E quando vocês passam pelo Brasil, costumam aproveitar para conhecer novos lugares e pontos turísticos? O que mais gostaram no país daquilo que já visitaram?

IE: Lamentavelmente nunca temos tempo para conhecer [novos lugares]. Sempre vemos as praias, os monumentos e os pontos turísticos, mas pela janela do quarto do hotel ou pela janela da van (risos). Vários de nós visita o país no verão. Gostamos muito das praias de Santa Catarina. O Brasil é enorme. Seriam necessárias centenas de viagens para conhecer todas as belezas deste país.

FN: O que os integrantes do Geminis mais gostam no Bee Gees?

IE: Cada integrante tem sua particularidade em relação ao repertório dos Irmãos Gibb. Eu (Ismael, Barry Gibb) gosto mais da fase psicodélica, Alejandro (Robin Gibb) gosta mais das baladas e Daniel (Maurice Gibb) gosta mais da fase disco. Os Bee Gees possuem um largo repertório, bem eclético, os três irmãos Gibb tinham gostos bem diferentes, assim como nós.

FN: A banda Bee Gees ultrapassou gerações e conquistou os ouvidos de várias gerações ou se mantiveram com os mesmos fãs desde o ápice de seu sucesso nos anos 70 e 80?

IE: Os Bee Gees foram, sem dúvida, uma das maiores bandas dos anos 70 e conquistaram aí um número bastante significativo de fãs. O mesmo ocorreu nos anos 60. Os anos 80 e 90 já foram um pouco mais mornos. As novas gerações infelizmente não estão recebendo as canções dos Irmãos Gibb em função da banda ter terminado suas atividades. Hoje o que temos é Barry Gibb, em carreira solo, somente. Entretanto, Bee Gees é eterno. Eu creio que é algo que sobrepõe geração por geração. Muitos pais levam os filhos no nosso show e isto é muito bonito, perpetua-se a obra dos Bee Gees.

FN: Como é o público dos shows do Geminis Bee Gees?

IE: Dos 15 aos 75 (risos). Como eu disse, muitos jovens estão em nosso show, levados pelos pais. Mas é claro que, majoritariamente, nosso público tem mais de 40 anos e vão muitas mulheres! Os homens vão também, às vezes arrastados pelas mulheres. (risos)

Independente da idade, Geminis Bee Gees trará um show inesquecível para o público brasileiro. Fã ou não da banda, vale a pena conferir o grande show. Música boa nunca é demais!

 

Serviço

Geminis Bee Gees em “Bee Gees Number Ones”

Onde: Teatro Bradesco, no 3º piso do Bourbon Shopping. Rua Palestra Itália, 500 – Pompeia, São Paulo-SP
Quando: Quarta-feira, 23/11, às 21h
Quanto: de R$80 a R$150. Mais informações pelo site www.teatrobradesco.com.br