Publicidade

Publicidade

Publicidade

16 de Janeiro de 2017 Publicado por: Folha Noroeste Categoria: Cultura

Com grafite e moda, jovens de Perus fortalecem o orgulho de crianças e adolescentes negros

O projeto, chamado Perusferia Grafitti, já passou por vários muros de escolas e também pelo cemitério de Perus
Jovem faz graffitti em muro. Foto: Reprodução

Publicado às 9h10

Por Jéssica Moreira, para Blog Mural

Último bairro na região noroeste de São Paulo, Perus vem se tornando uma grande galeria de grafite a céu aberto. Há oito anos, grafiteiros e grafiteiras do bairro e de outras regiões da cidade vêm se articulando com a população local para encher de cor as paredes das ruas ou vielas, além de disseminar a cultura hip-hop para as novas gerações.

O projeto, chamado Perusferia Grafitti, já passou por vários muros de escolas e também pelo cemitério de Perus, o Dom Bosco, onde eram depositados em vala comum os corpos dos mortos pela ditadura militar, registrando a história de lutas do bairro.

Em novembro de 2016, ocorreu a oitava edição do Perusferia, que se juntou a uma nova onda de jovens peruenses que vêm utilizando a moda para trabalhar a auto-estima de crianças e adolescentes negras, por meio do projeto Afronte Empodere-se, que nasceu no CEU (Centro Educacional Unificado) de Perus em 2016 e tem feito das ruas do bairro grandes passarelas.

Os grafites viraram uma grande galeria para que o desfile acontecesse nos muros da Biblioteca Padre José de Anchieta, que colaborou com todo o suporte do evento, mostrando que é possível unir iniciativas da comunidade aos objetivos dos equipamentos públicos, favorecendo a população como um todo.