Publicidade

Publicidade

Publicidade

07 de Dezembro de 2017 Publicado por: Folha Noroeste Categoria: Educação

Sessão solene homenageia figuras importantes da Educação no Remédios

Ato reuniu alunos, munícipes e políticos da região
Líderes religiosos recebem placas de homenagens. Foto: Gabriel Cabral

Publicado às 12h

Por Gabriel Cabral

A Câmara Municipal de Osasco realizou na última quarta-feira, 6, sessão solene que entregou a placa comemorativa dos 60 anos da Associação de Proteção à Maternidade, Infância e Adolescência (Aspromatina) e homenageou o dom Bruno Giuliani com o título de Cidadão Osasquense.

Compuseram a mesa o vereador e presidente da Câmara Municipal de Osasco, dr. Elissandro Lindoso (PSDB), vereador Tinha Di Ferreira (PTB), que criou a propositura aos homenageados, a vereadora dra. Régia Maria Gouveia Sarmento (PDT), Ana Paula Rossi (PR), secretária de Educação de Osasco, e Mariza Cavinato, diretora do Colégio Nossa Senhora dos Remédios. Ainda estiveram à mesa dom Bruno e o padre Mario Pistor, presidente da Aspromatina, mantenedora do Colégio Nossa Senhora dos Remédios e outras quatro obras sociais.

Em seus discursos, Régia elogiou o trabalho do colégio, enquanto Ana Paula ressaltou a “garra da Aspromatina, de dom Bruno e de padre Mario”. Mariza também falou sobre a instituição de ensino, o papel da educação na sociedade e a caminhada dos líderes que criaram a associação homenageada. “Quem faz educação sempre está ao lado de outras pessoas”, disse.

Tinha Di Ferreira é um dos principais nomes da política no bairro. Nasceu, cresceu e até hoje mora no Remédios. Em sua fala, ele relembrou sua trajetória pela região e sua relação com o colégio. Contou histórias e também brincou com os colegas que compunham a mesa. Para a Folha Noroeste, o parlamentar elogiou dom Bruno, que, de acordo com ele, “foi uma pessoa que acompanhou o desenvolvimento do bairro”. Para o político, um dos principais problemas dali é a Avenida dos Remédios, que faz divisa entre São Paulo e Osasco. “A avenida precisa ser ampliada, mas as duas prefeituras precisam se comunicar e resolver o problema”, disse.

Dom Bruno contou um pouco sobre o nascimento da Aspromatina e aproveitou o espaço para cobrar as autoridades por melhorias no bairro. “Obrigado a todos que colaboram e colaboraram conosco”, finalizou.

O padre Mario agradeceu pelo reconhecimento e refletiu sobre os desafios atuais e do futuro na educação. Lembrou a importância dos valores ensinados aos alunos e também às famílias. Em entrevista à Folha Noroeste, o religioso ressaltou a importância histórica, educacional e social da associação, que, segundo ele, “formou profissionais brilhantes para o mercado de trabalho”. Entre os novos desafios da instituição, o padre citou o aprimoramento da gestão e o fortalecimento da missão de preparar “profissionais com personalidade, qualidade, valores e profissionalismo”. Ele também pretende implementar processos sustentáveis, tanto financeiros como institucionais, durante os próximos anos.

Veja algumas fotos do evento. Crédito das fotos: Gabriel Cabral.