COTIDIANO

Assembleia Legislativa de São Paulo quer fazer propaganda na TV por R$ 30 milhões

Publicado em 05/12, às 12h

Por Priscila Perez

Uma licitação inédita na Assembleia Legislativa de São Paulo vai consumir R$ 30 milhões dos recursos da própria Casa (Fundo Especial de Despesas). Com a intenção de fazer propaganda institucional na televisão, a Alesp está disposta a pagar o montante, embora já tenha site próprio, canal de TV e presença nas redes sociais. A licitação, que inclui a contratação de uma agência de propaganda durante 15 meses, será concluída em fevereiro de 2020.

A escolha da agência terá como base a capacidade técnica, e não o melhor preço.

Fachada da Alesp. Foto: Renato S. Cerqueira/Futura Press/Estadão Conteúdo
TV Alesp

Com vigência até 2022, o contrato com a Fundação para Desenvolvimento das Artes e Comunicação (Fundac), entidade especializada em comunidade institucional, é que mantém a TV Alesp no ar. Só esta operação custa R$ 14,6 milhões

É necessária a propaganda?

A ideia não é unanimidade na Alesp. Muitos deputados a apontam como “absurda” e solicitam a sua suspensão. É o caso da deputada Janaína Paschoal (PSL). “Espero que a Mesa da Assembleia volte atrás. Estamos em meio a uma reforma da Previdência, para economizar dinheiro público. Estamos, literalmente, cortando direitos. Como justificar gastar milhões em publicidade? Não há justificativa”, afirma.

Já a Mesa Diretora citada pela deputada acredita ser importante ampliar o canal de comunicação com a população. A proposta, inclusive, já foi aprovada na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e deve chegar ao plenário da Casa em 2020.

Folha Noroeste

Somos o maior prestador da região Noroeste, com mais de 100 mil exemplares impressos a Folha do Noroeste tem se destacado pelo seu comprometimento com a Noticia e tem ajudado a milhares de pessoas a divulgar os problemas do cotidiano de nosso bairro.

Adicione Comentário

Clique aqui para postar um comentário