COTIDIANO

Bom Prato segue gratuito para pessoas em situação de rua até o fim de 2021

Publicado em 02/09/2021 às 09h

Via UOL

O governo de São Paulo prorrogou a gratuidade do Bom Prato para pessoas em situação de rua em todo o estado até, ao menos, 31 de dezembro de 2021. A prorrogação da dispensa de pagamento na rede de restaurantes populares foi publicada hoje no Diário Oficial do Estado de São Paulo via resolução da Secretaria de Desenvolvimento Social.

A medida foi instituída em junho de 2020 e, desde então, foi prorrogada diversas vezes. Apenas pessoas cadastradas pelas prefeituras como em situação de rua podem deixar de pagar pelas refeições do Bom Prato.

Desde o início da pandemia, a rede passou a oferecer três refeições diárias: café da manhã, almoço e jantar, inclusive aos finais de semana. Para quem não se enquadra como pessoa em situação de rua, a refeição matinal custa R$ 0,50, enquanto as outras duas custam R$ 1.

No início de agosto, porém, o governo paulista, alegando “excedentes” de comida, mas sem especificar o quanto economizaria com a medida, suspendeu o funcionamento de 31 unidades da rede aos finais de semana.

A rede possui, ao todo, 59 restaurantes em todo o estado. 31 funcionam de segunda a sexta-feira, oito operam de segunda a sábado, fechando aos domingos, e 20 funcionam diariamente. A localização das unidades pode ser conferido em um mapa elaborado pelo governo estadual.

Horários de funcionamento da rede Bom Prato:

  • Café da manhã: das 7h até o término da cota de refeições;
  • Almoço prioritário (PcDs, idosos e acompanhantes de crianças): 10h30;
  • Almoço: das 11h até o término da cota de refeições;
  • Jantar: das 17h até o término da cota de refeições.

Imagem: Reprodução/Governo do Estado de SP

Folha Noroeste

Somos o maior prestador da região Noroeste, com mais de 100 mil exemplares impressos a Folha do Noroeste tem se destacado pelo seu comprometimento com a Noticia e tem ajudado a milhares de pessoas a divulgar os problemas do cotidiano de nosso bairro.

Adicione Comentário

Clique aqui para postar um comentário