COTIDIANO

De olho nas eleições, Doria anuncia repasse de meio bilhão a Bruno Covas

Publicado às 11h30

Por Gabriel Cabral

O governador João Doria (PSDB) está busca da reeleição de Bruno Covas, seu ex-vice e atual prefeito da cidade. Para isso, o tucano anunciou que irá repassar para o neto do ex-governador Mario Covas um valor de R$550 milhões, que deverá ser investido em obras e ações nas áreas de infraestrutura, mobilidade e saúde.

No momento político atual, aliados de Doria questionam a força do atual prefeito na corrida eleitoral de 2020. Até o momento, a grande probabilidade é a de que Covas concorra à prefeitura com Márcio França (PSB), Joice Hasselmann (PSL), Tabata Amaral (PDT) e Sâmia Bonfim (PSOL). O PT ainda não lançou o seu candidato.

Bruno Covas
João Doria e Bruno Covas. Foto: Suamy Beydoun/Agif/Folhapress

Os R$550 milhões direcionados por Doria servirão para as seguintes obras: duplicação da estrada do M’Boi Mirim, na Zona Sul; implantação de unidade de Assistência Médica Ambulatorial (AMA) 24 horas na região do Hospital das Clínicas; aporte de R$ 60 milhões na gestão dos hospitais de Parelheiros e de Ermelino Matarazzo; ampliação de bolsas de reinserção social e profissional para pacientes do programa Redenção, de tratamento de dependentes químicos; e alinhamento de currículos e ações pedagógicas do município e do estado.

Doria nega que os recursos estão sendo repassados com intenções eleitorais. “É obrigação e dever do governador de São Paulo apoiar e prosseguir nos programas que iniciamos, aliás, antes mesmo de nossa posse”, disse o governador.

Apesar de ser amigo de Joice Hasselmann, o tucano reafirmou que seu apoio irá para Covas. Diferente de Doria, Covas não apoia Bolsonaro e suas ideias. O prefeito também afirmou que os cofres da Prefeitura de São Paulo têm sofrido com redução de 80% a 90% dos repasses feitos pelo governo federal em relação ao ano passado.

Foto: Danilo Verpa/ Folhapress