COTIDIANO

MEI avança na capital e Prefeitura cria 51 novas atividades profissionais; entrega por motocicleta é a ocupação mais buscada

Publicado em 27/02, às 10h50

Por Priscila Perez

Com 746 mil microempreendedores individuais (MEIs) cadastrados na capital, a Prefeitura de São Paulo ampliou o rol de atividades possíveis para essa turma. Agora, para quem quiser se formalizar, há 51 novas ocupações disponíveis, como apicultor, adestrador, barbeiro e coveiro (acesse o site da Prefeitura para obter todas as informações). Vale lembrar que o microempreendedora individual tem acesso a todos os serviços da Previdência Social, como aposentadoria, licença maternidade e auxílio doença.

MEI
Motorista de aplicativo. Foto: Reprodução/Getty Images.

A ampliação denota um esforço do paulistano em se regularizar – e a Prefeitura está de olho nisso. Para a secretária Aline Cardoso, o fenômeno tem ligação com o cenário socioeconômico. “Nós entendemos que o futuro do trabalho passa também por novas formas de trabalho. Nem todo mundo vai ser empregado com carteira assinada, mas podem trabalhar tendo seu benefícios garantidos”, destaca.

Só no ano passado, a cidade registrou 149 mil MEIs – 21,1% a mais do que em 2018. Para se ter ideia, a função que está em alta na capital é de entrega por motocicleta, alavancada pelos aplicativos de delivery. Há, atualmente, 27.172 entregadores em São Paulo.

Folha Noroeste

Somos o maior prestador da região Noroeste, com mais de 100 mil exemplares impressos a Folha do Noroeste tem se destacado pelo seu comprometimento com a Noticia e tem ajudado a milhares de pessoas a divulgar os problemas do cotidiano de nosso bairro.

Adicione Comentário

Clique aqui para postar um comentário