COTIDIANO

Prefeitura desembolsa R$ 500 mil ao ano para o pagamento de “salário-esposa”

Publicado em 07/01, às 12h20

Por Priscila Perez

Um penduricalho legislativo que beneficia homens casados com mulheres que não trabalham. Em pleno século 21, algo assim ainda existe? Não só existe, como persiste bravamente. Por conta da lei, a Prefeitura de São Paulo ainda efetua o pagamento de “salário-esposa” para esses servidores públicos.

Prefeitura
Prédio onde funciona a sede da Prefeitura de São Paulo. Foto: Divulgação.

Cada um deles recebe R$ 3,39 todos os meses. Porém, como este pequeno valor é pago a mais de dez mil servidores, entre ativos e aposentados, o resultado acaba pesando no orçamento municipal. Só no ano passado, mais de R$ 500 mil foram destinados ao auxílio. Já em 2020, a previsão é gastar R$ 455 mil com o benefício. O pagamento, inclusive, foi autorizado em publicação no Diário Oficial de 31 de dezembro.

Criado em 1979, o auxílio consta no Estatuto dos Funcionários Públicos do município. Mas desde os anos de 1990 não é pago em âmbito estadual. Alguns projetos na Câmara Municipal já tentaram extingui-lo na capital, mas ele ainda segue abocanhando o orçamento da cidade.

Folha Noroeste

Somos o maior prestador da região Noroeste, com mais de 100 mil exemplares impressos a Folha do Noroeste tem se destacado pelo seu comprometimento com a Noticia e tem ajudado a milhares de pessoas a divulgar os problemas do cotidiano de nosso bairro.

Adicione Comentário

Clique aqui para postar um comentário