COTIDIANO

Prefeitura encontra irregularidades em 116 creches e muda critérios de parcerias

Publicado em 21/10, às 12h10

Por Priscila Perez

As irregularidades encontradas em 116 creches na capital motivaram a adoção de novos critérios pela Prefeitura de São Paulo para a concretização de novos convênios com associações. Os problemas identificados nessas unidades de ensino infantil, administradas por 35 entidades, têm a ver com a prestação de contas ao município. Na maioria dos casos, houve diferença entre o valor declarado e o recolhido. Com isso, o rombo pode chegar a R$ 9,9 milhões. A maioria das creches está localizada na zona leste da cidade, segundo a Prefeitura de São Paulo.

Foto: Reprodução/TV Globo

Em três anos de gestão, a gestão Bruno Covas afirma ter descredenciado 73 creches. Por conta dessa investigação, as entidades Águas Marinha, Associação Beneficente Comunitária Pequeno Vencedor e Associação Beneficente Movimento das Mulheres da Cidade Tiradentes, que juntas são responsáveis por 12 unidades, já foram tiradas do convênio municipal.

Mudanças no sistema

Após a detecção das irregularidades, a Secretaria Municipal de Educação aprimorou o sistema de auditoria para acompanhar de perto a frequência dos alunos e os valores pagos em aluguéis. A partir de agora, as entidades interessadas deverão apresentar a inscrição no Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente e Título de Utilidade Pública Municipal. Além disso, só serão aceitas associações com no mínimo dois anos de atividades.

“As 2.960 creches recebem visitas mensais, muitas vezes até duas vezes no mesmo mês, na nossa rede direta fazendo a supervisão. Uma parte da merenda é servida com recurso que passou a ser repassado, mas a principal parte da merenda continua sendo oferecida com base em itens, produtos, alimentos. A secretaria não descarta uma mudança no sistema de pagamento dessas entidades se a gente identificar que alguma dessas entidades não tem apresentado a maturidade necessária para fazer a compra desses alimentos com recursos repassados pela secretaria”, afirmou o secretário municipal de Educação, Bruno Caetano.

Folha Noroeste

Somos o maior prestador da região Noroeste, com mais de 100 mil exemplares impressos a Folha do Noroeste tem se destacado pelo seu comprometimento com a Noticia e tem ajudado a milhares de pessoas a divulgar os problemas do cotidiano de nosso bairro.

Adicione Comentário

Clique aqui para postar um comentário