COTIDIANO

Samu ganha 24 novas ambulâncias, mas 37% da frota está parada por falta de profissionais

Publicado em 21/01, às 11h30

Por Priscila Perez

Com o objetivo de renovar toda a frota de ambulâncias da capital, a Prefeitura de São Paulo oficializou nesta segunda-feira, 20 de janeiro, a entrega de 24 novas viaturas. Segundo o prefeito Bruno Covas, a substituição foi feita com verba do Ministério da Saúde, que repassou R$ 4,14 milhões aos cofres municipais.

Renovação de frota do Samu. Foto: Leon Rodrigues/Secom.

Apesar da novidade, das 122 ambulâncias disponíveis, apenas 45 estão em operação, ou seja, 37% da frota paulistana está parada por falta de profissionais. “Estamos contratando mais médicos, mais enfermeiros e mais técnicos para podermos utilizar as 122 ambulâncias. Ampliamos de 58 para 76 o número de bases do Samu e esperamos chegar a um tempo de atendimento de 13 minutos para os casos mais graves, que é o padrão internacional”, destacou Covas durante a cerimônia. O prefeito assinalou que a expectativa é que até março todos esses profissionais já estejam trabalhando.

Foto: Leon Rodrigues/Secom.

Anunciada em dezembro, a contratação de 371 novos profissionais, entre médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e motoristas de ambulâncias, será feita pela organização social Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina (SPDM).

A terceirização pretendida pela Prefeitura tem a ver com o atual processo de reestruturação pelo qual o serviço tem passado. Houve até o fechamento de 31 bases na cidade.

Distribuição

As zonas oeste e norte da capital receberão quatro novas ambulâncias cada uma.

Folha Noroeste

Somos o maior prestador da região Noroeste, com mais de 100 mil exemplares impressos a Folha do Noroeste tem se destacado pelo seu comprometimento com a Noticia e tem ajudado a milhares de pessoas a divulgar os problemas do cotidiano de nosso bairro.

Adicione Comentário

Clique aqui para postar um comentário