COTIDIANO

Verba prometida a escolas estaduais é reduzida; investimento por aluno caiu de R$ 45 para R$ 1

Publicado em 03/01, às 10h55

Por Priscila Perez

Criado para agilizar o repasse de recursos adicionais para a educação pública, o programa Dinheiro Direto na Escola Paulista, do Governo de São Paulo, sofreu um importante revés nos valores a serem destinados às escolas estaduais.

Reforma nas escolas estaduais. Foto: Governo de São Paulo

Na resolução publicada no dia 27 de dezembro, o investimento por aluno caiu de R$ 45 para R$ 1. Já as unidades de ensino terão à disposição apenas R$ 1 mil, em vez de R$ 8 mil, para promoverem melhorias pedagógicas e estruturais. A princípio, esta assistência financeira seria aplicada na compra de bens e serviços, beneficiando todas as cinco mil escolas que compõem a rede estadual.

Resolução publicada no Diário Oficial do Estado. Foto: Reprodução.

Apesar da redução, o secretário estadual da Educação nega que tenha havido um corte no programa. “Esse ajuste foi necessário apenas para uma questão de organização contábil e de transferência para a escola. Como ficava um valor de fração que precisava ser passado para a escola, nós tivemos que fazer essa alteração. Mas os valores serão calculados de acordo com a necessidade da escola e será o maior repasse da história que nós vamos fazer agora no início do mês de janeiro”, afirma Rossieli Soares da Silva.

De acordo com a pasta, os repasses ocorrerão a partir de 10 de janeiro.

Folha Noroeste

Somos o maior prestador da região Noroeste, com mais de 100 mil exemplares impressos a Folha do Noroeste tem se destacado pelo seu comprometimento com a Noticia e tem ajudado a milhares de pessoas a divulgar os problemas do cotidiano de nosso bairro.

Adicione Comentário

Clique aqui para postar um comentário