EDUCAÇÃO

Eliseu Gabriel homenageia 50 anos da EMEF Silvio Portugal em Pirituba

Publicado em 25/11, às 18h

Por Cristina Braga

A Câmara Municipal realizou na última sexta, 22, sessão solene em comemoração dos 50 anos da EMEF Silvio Portugal, localizada no Jardim Líbano, em Pirituba, por iniciativa do vereador Eliseu Gabriel (PSB). Estiveram presentes ao ato as coordenadoras pedagógica Rosangela Ananias de Medeiros  Lima e Dilma Sacramento Souza, os assistentes pedagógicos Carla Correa Giordino Guimarães e Edsilson Paiva de Souza, além do diretor Francisco Garcia de Souza.

Inaugurada em 1969, na gestão do então prefeito José Vicente de Faria Lima, à época era chamada Escola Municipal do Jardim Líbano com 24 classes. No mesmo ano, passou a denominar-se Escola Municipal Desembargador Sylvio Portugal em homenagem ao Patrono Sylvio Pimentel Portugal. Por meio de decretos, mudou de nome duas vezes: em 1970, foi denominada Escola Municipal Jardim Líbano. Logo após, Escola Municipal de Educação Fundamental Desembargador Silvio Portugal.

Em 1988, foi criada a EMEDA Professora Vera Lúcia Aparecida Ribeiro, para deficientes auditivos, que ocupou parte do espaço, ficando duas escolas distintas. “Daquela época até hoje, a Silvio Portugal é formada por um grupo de alunos, professores, administradores que mais parece um time, jogando sempre a favor da educação”, reforça o vereador Eliseu Gabriel.

Na solenidade, foram entregues placas comemorativas a profissionais que passaram pela escola e marcaram a trajetória de muitos estudantes e colegas de trabalho. Confira a lista abaixo iniciando pelo Professor Djalma de Almeida que iniciou as atividades na unidade escolar em 1979 e até hoje está presente.

  • Elisabete Fernandes Basílio Tamas
  • Valquíria Beverari
  • Rogério Augusto Barbosa
  • Maria Beatriz Rocha
  • Lázara Maria Pandori Beguoci
  • Dário Barbosa ( in memoriam)
  • Aluísia da Silva Bonfim Eraclide
  • Valdete Nunes Bispo
  • Thais Rachel Anotonelli Palaia
  • Luis Carlos Santánna
  • Sonia Cristina Carvalho
  • Elisabete Jane do Carmo Drovandi Braga Rotundo
  • Fernanda Zambon Nunes Correa
  • Erick Nascimento Leme
  • Cássia de Fátima França
  • Fátima Cabral
  • Wanir Leite
Sobre Sylvio Pimentel Portugal

Sylvio Pimentel Portugal, mais conhecido como “Desembargador Sylvio Portugal”, nasceu em Icaraí, Niterói, no Estado do Rio de Janeiro, em 8 de outubro de 1890. Com dois anos de idade, de família humilde, foi morar em Araras.

Em São Paulo, aos 21 anos, formou-se em Bacharel em Ciências Jurídicas e Sociais pela Faculdade de Direito do Largo São Francisco, em 25 de dezembro de 1911. Foi lutando com muitas dificuldades que se formou, indo trabalhar no renomado escritório do Dr. Marrey Júnior, onde começou a fazer seu nome.

Em 1921, casou-se com Dona Isolina Figueiredo na cidade de São Paulo. Teve quatro filhos: Lucia, Cecília, Olympio e Silvio; os dois últimos gêmeos, que seguiram a carreira do pai. O Desembargador era muito caseiro; vivia para a família, o livro e o trabalho. Não gostava de política. Por insistência de seu pai, em dezembro de 1930, aceitou o cargo de Desembargador ( que na época, chama-se Ministro do  Tribunal de Apelação). Sua mais famosa causa foi uma ‘investigação de Paternidade’. O caso levou dois anos para ser resolvido ; o homem percebeu a herança do pai falecido, rico fazendeiro, e Sylvio Portugal ficou famoso. Faleceu em sua casa, com 54 anos, em 18 de junho de 1945, vítima de um ataque cardíaco provocado pela asma, doença que ele possuía desde a infância.

Fotos: Marcelo Hirashima