EDUCAÇÃO

Prefeitura anuncia reabertura de escolas para atividades extracurriculares a partir de 7 de outubro

Publicado em 17/09/2020, às 13h30

Por Redação

Prefeitura e Governo do Estado estão recebendo pressões de tudo quanto é lado. Mas vamos continuar a agir conforme orientações da Saúde”, disse o prefeito Bruno Covas em entrevista coletiva virtual ao meio dia dessa quinta, 17 de setembro. Segundo o prefeito, o ensino superior poderá retomar aulas presenciais já a partir de 7 de outubro, de forma opcional. Já as crianças e jovens, de 0 a 17 anos, poderão voltar às escolas apenas para atividades extracurriculares e, novamente, sem obrigatoriedade de presença para escolas, professores ou alunos.

Respondendo a questionamento da imprensa, o secretário de educação, Bruno Caetano, afirmou que crianças de pré-escola poderão ir às atividades complementares, que, segundo ele “seriam aquelas que já acontecem em cursos livres e extras”. Por outro lado, negou que haverá “acolhimento” nas escolas, ação que deverá acontecer em domicílio, por equipes da saúde e da educação, atuando em conjunto.  O secretário estadual, Rossieli Soares, também presente à coletiva, acrescentou que seriam atividades de línguas, esportivas e outras similares.

Segundo o prefeito, depois que essas atividades forem retomadas, a Prefeitura vai voltar a fazer análises para estudar eventuais mudanças, inclusive as a retomada das aulas presenciais, a partir de 3 de novembro. Covas ainda ressaltou que os inquéritos sorológicos vão continuar, assim como acompanhamento dos números de avanços ou recuo na transmissão.

Bruno Covas ainda criticou o diretor do colégio Bandeirantes, na Vila Mariana, onde ele estudou. “Não tenho medo de cara feia. Lamento que o diretor de um colégio esteja procurando a imprensa até para comentar conversas que teria tido com pais de alunos. Ele está perdendo a postura, como aconteceu em debate sobre o projeto ‘Escola sem Partido’, realizado pela Folha de S.Paulo, quatro anos atrás”, disse o prefeito.

Em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo, o diretor do Bandeirantes, Mauro Aguiar, se diz “horrorizado com a forma como o prefeito Bruno Covas está tratando a educação” e se disse decepcionado com o ex-aluno. O diretor ainda declarou que “adiar a reabertura das escolas como vem fazendo é um crime, uma tragédia e vai ter consequências graves”. Na mesma entrevista, o diretor ainda comentou conversas que teria tido com o avô do prefeito, o ex-governador Mário Covas, e também com a mãe do ex-aluno que atualmente é prefeito da capital.

O secretário de saúde, Edson Aparecido, disse que o risco de contaminação pelas crianças é pequeno, já que 66% das que apresentaram resultado positivo para Covid 19 são assintomáticas. Pelo inquérito sorológico feito pela Prefeitura com estudantes, o índice de crianças e adolescentes contaminados é menor que 10% na rede particular e chega a 18% na rede pública municipal.

A Prefeitura ainda anunciou que haverá atendimento sócio-emocional para crianças para evitar casos de violência doméstica e outros problemas com o público infantil.

Folha Noroeste

Somos o maior prestador da região Noroeste, com mais de 100 mil exemplares impressos a Folha do Noroeste tem se destacado pelo seu comprometimento com a Noticia e tem ajudado a milhares de pessoas a divulgar os problemas do cotidiano de nosso bairro.

Adicione Comentário

Clique aqui para postar um comentário