EDUCAÇÃO

Projeto que prevê ações de combate ao bullying é sancionado

Lei determina que colégios tomem medidas de prevenção à 'intimidação sistemática'

Publicado às 10h30

Folha de S.Paulo

O presidente Michel Temer sancionou nesta segunda-feira (14) um projeto de lei que prevê a promoção de medidas de combate à violência, como bullying, entre as obrigações de estabelecimentos de ensino.

O texto, na verdade, é uma atualização à lei 9.394, de 1996, que estabelece as diretrizes da educação nacional. Com a sanção, foi incluído na legislação trecho que diz que cabe às instituições “promover medidas de conscientização, de prevenção e de combate a todos os tipos de violência, especialmente a intimidação sistemática (bullying), no âmbito das escolas”.

Além disso, há a determinação de que sejam feitas medidas de conscientização, de prevenção e de combate “a todos os tipos de violência e a promoção da cultura de paz entre as incumbências dos estabelecimentos de ensino”.

Combate ao bullying

 

O projeto validado pelo Executivo é uma atualização à lei que trata de diretrizes e bases da educação nacional.

Em 2015, a ex-presidente Dilma Rousseff sancionou texto que estabeleceu um sistema de combate ao bullying, chamado de Programa de Combate à Intimidação Sistemática.

O texto assinado por Temer não traz, contudo, especificações de como as instituições de ensino devem fazer ações de combate à violência e de promoção da paz.

Folha Noroeste

Somos o maior prestador da região Noroeste, com mais de 100 mil exemplares impressos a Folha do Noroeste tem se destacado pelo seu comprometimento com a Noticia e tem ajudado a milhares de pessoas a divulgar os problemas do cotidiano de nosso bairro.

Adicione Comentário

Clique aqui para postar um comentário