ENTRETENIMENTO/ESPORTES

Descartes com Lentes: conto de Paulo Leminski é destaque no Teatro Cacilda Becker em fevereiro

Publicado em 29/01, às 11h

Por Priscila Perez

Em fevereiro, um texto repleto de sutilezas e reflexões chega ao Teatro Cacilda Becker para curta temporada. Trata-se do monólogo “Descartes com Lentes”, conto de Paulo Leminski sobre a visita hipotética de René Descartes ao Brasil, em pleno século XVII, a convite do conde Maurício de Nassau – durante as invasões holandesas ao país.

Foto: Elenize Dezgeniski/Divulgação;

Com direção de Márcio Abreu, da Companhia Brasileira de Teatro, o espetáculo protagonizado por Nadja Naira busca decifrar o choque de cultura resultante desse encontro inesperado entre o filósofo francês e sua comitiva, repleta de cientistas, naturalistas e pintores, com as excentricidades e belezas de um país ainda selvagem e tropical. As singularidades indígenas tornam a visita ainda mais surreal para o francês, que passa a questionar as suas próprias certezas filosóficas. “Já não creio no que penso, já duvido se existo, hesito”, diria ele.

Escrito na década de 1960, o texto inventivo e bem-humorado é considerado o embrião gerador de Catatau, a obra mítica e vanguardista do poeta curitibano. Em cena, o jogo de palavras é intenso, com a proposta de fazer o público pensar. Mas, ainda assim, é recheado de poesia e comicidade. “O texto é carregado de referências a outras línguas brasileiras, neologismos e uma poética de invenção que torna sua leitura algo essencial nos dias de hoje, já que o Brasil fica posto em primeiro plano como uma potência criativa e fundadora”, conta Marcio Abreu.
Descartes com Lentes

  • Quando: dias 8 e 9 de fevereiro – sábado, às 21h, e domingo, às 19h;
  • Quanto: R$ 30;
  • Onde: Teatro Cacilda Becker, na Rua Tito, 295, Lapa.

Folha Noroeste

Somos o maior prestador da região Noroeste, com mais de 100 mil exemplares impressos a Folha do Noroeste tem se destacado pelo seu comprometimento com a Noticia e tem ajudado a milhares de pessoas a divulgar os problemas do cotidiano de nosso bairro.

Adicione Comentário

Clique aqui para postar um comentário