ENTRETENIMENTO VÍDEOS

Cinema ao ar livre em praça na região de Pinheiros volta com belíssima programação

Em sessão especial, além de exibir filme, praça recebe roda de conversa e pocket show

Publicado às 11h20

Por Gabriel Cabral, com informações do portal Catraca Livre

O Cine na Praça, projeto que traz sessões gratuitas de cinema ao ar livre em São Paulo, volta à Praça Victor Civita, na região de Pinheiros, em junho. A programação começa com o Ciclo Orgulho em Todas as Cores, onde serão exibidos cinco filmes sobre diversidade sexual.

O longa nacional “Paraíso Perdido”, de Monique Gardenberg, será exibido especialmente na sexta, dia 21, e, em seguida, ocorre uma roda de conversa sobre diversidade com a professora Sheila Costa. Neste dia, o cantor paraense Jaloo, protagonista do filme, se apresenta para o público e canta seus hits, como “Chuva”, “Say Goodbye” e “Céu Azul”.

Na programação também entram várias obras que concorreram e conquistaram estatuetas em Oscars de anos anteriores, como “Bohemian Rhapsody” e “A Garota Dinamarquesa”. Confira a programação:

6 de junho

Bohemian Rapsody

Freddie Mercury, Brian May, Roger Taylor e John Deacon formam a banda de rock Queen em 1970. Quando o estilo de vida agitado de Mercury começa a sair de controle, o grupo precisa encontrar uma forma de lidar com o sucesso e os excessos de seu líder.

13 de junho

XXY

Alex nasceu com ambas as características sexuais. Tentando fugir dos médicos que desejam corrigir a ambiguidade genital da criança, seus pais a levam para um vilarejo no Uruguai.

20 de junho

A Garota Dinamarquesa

Na Copenhague de 1926, os artistas Einar e Gerda Wegener se casam. Gerda então decide vestir Einar de mulher para pintá-lo. Einar começa a mudar sua aparência, transformando-se em uma mulher, e passa a se chamar de Lili Elbe. Com o apoio, ainda que conturbado, da esposa, um Einar deprimido passa por uma das primeiras cirurgias de mudança de sexo da história para tentar se transformar por completo em Lili e recuperar o gosto pela vida.

21 de junho

Paraíso Perdido + Show do Jaloo + Roda de Conversa com Sheila Costa

“Paraíso Perdido” é um clube noturno gerenciado por José (Erasmo Carlos) e movimentado por apresentações musicais de seus herdeiros. O policial Odair (Lee Taylor) se aproxima da família ao ser contratado para fazer a segurança do jovem talento Ímã (Jaloo), neto de José e alvo frequente de homofóbicos, e aos poucos o laço entre o agente e o clã de artistas românticos vai se revelando mais e mais forte – com nós surpreendentes.

Sheila F. Costa é referência em situação de gênero e diversidade. Também coordena a revista alternativa L. que fala sobre as discussões da temática. No dia dia a professora fará uma roda de conversa sobre questões de gênero e diversidade, apontando alguns exemplos apresentados no cinema moderno.

Jaloo é um ser mutante. Surgiu andrógino, adotou cabelos mais longos e,por ora, assumiu a cabeça raspada. As mudanças poderiam ser apenas estéticas, mas, no caso dele, nenhum movimento é solitário. Tudo faz parte de um ciclo, de um momento e também do seu processo criativo. Quem foi aos últimos shows do produtor, cantor e compositor paraense, notou novas músicas no repertório. As canções inéditas foram apresentadas assim: de surpresa, sem anúncio prévio e sem alarde. A ideia é dar continuidade ao processo dos novos singles, que, em seguida, vão compor o novo disco de Jaloo, previsto para o segundo semestre deste ano.

27 de junho

Desobediência

Ronit precisa voltar para sua cidade natal após a morte de seu pai, um rabino. Uma vez de volta, ela recorda a paixão proibida pela melhor amiga de infância, atualmente casada com seu primo, e as duas exploram os limites da fé e sexualidade.

 

Serviço

Cine na Praça

Quando: verifique as datas acima. Todos os filmes na Praça Victor Civita ocorrem às quintas-feiras, às 19h, com exceção do especial “Paraíso Perdido”, que acontece na sexta-feira, às 18h
Quanto: gratuito
Onde: Praça Victor Civita. Rua Sumidouro, 580 – Pinheiros

 

 

Folha Noroeste

Somos o maior prestador da região Noroeste, com mais de 100 mil exemplares impressos a Folha do Noroeste tem se destacado pelo seu comprometimento com a Noticia e tem ajudado a milhares de pessoas a divulgar os problemas do cotidiano de nosso bairro.

Adicione Comentário

Clique aqui para postar um comentário