ESPAÇO DO LEITOR

Barulho na madrugada incomoda moradores do Jardim Cidade Pirituba

Publicado às 12h45

Como morador do Jardim Cidade Pirituba e vizinho do Hospital Municipal de Pirituba venho a público reclamar que nos últimos meses o Restaurante Casa da Árvore (Av. Dr. Felipe Pinel 305) vem extrapolando o limite legal e do bom senso, com música no volume máximo, entrando madrugada a dentro, muitos dias até 4h ou 5h da manhã, às sextas, sábados e domingos. Agora, também, em outros dias da semana, causando prejuízo ao sossego público. Quero saber se a Lei do Silêncio Urbano (PSIU) será sendo cumprida? O que a subprefeitura de Pirituba irá fazer a este respeito. Afinal, somos cidadãos e trabalhamos e pagamos nossos impostos e queremos ter paz para repousar.

David Lopes

RESPOSTA

Assessoria de Imprensa Casa da Árvore

A Casa da Árvore – Bar & Cultura, que funciona na Avenida Doutor Felipe Pinel, 305, em Pirituba, reitera seu horário de funcionamento, que há três anos segue o mesmo padrão, das 16h às 23h30. Esta informação sempre esteve em todos os nossos canais de comunicação e nunca foi alterada. Os shows com bandas ao vivo seguem até às 23h e qualquer manifestação de alto ruído depois deste horário não é de nossa responsabilidade. O ambiente da Casa da Árvore continua sendo familiar e respeitoso, tanto com os seus clientes, quanto com a comunidade que nos cerca. Nos orgulhamos muito em termos conquistado um espaço de empatia, educação e cultura, dentro dos termos das leis municipais e não planejamos mudar o curso de nossa história. Muito obrigada a todos que estão conosco e acompanham o nosso esforço diário para nos mantermos vivos e oferecer uma opção de entretenimento inteligente e acolhedor para o nosso bairro. Para quem ainda não nos conhece, estamos de braços abertos para recebe-los, sempre. Mas lembrem-se: funcionamos somente até às 23h30. Obrigada.

Nota da Redação

A Redação da Folha Noroeste passou pelo local e confirmou que os eventos da Casa da Árvore se mantém apenas até 23h. Ao lado da casa abriu uma tabacaria, onde o som ocorre alto durante a madrugada, portanto, foi constatado que o barulho que incomodou moradores do bairro não partiu da Casa da Árvore e sim de uma tabacaria que abriu ao lado. Vale lembrar, ainda, que voltamos ao local e ele estava em silêncio, podendo ser questionado se a tabacaria continua em funcionamento.