ESPAÇO DO LEITOR

Mãe consegue vaga para filha autista na AMA Pinel após demora para obter tratamento

Publicado em 21/01, às 12h30

Meu nome é Eliana e sou mãe da Elisa. Há algum tempo, fiz uma reclamação sobre a demora que enfrentei para que a minha filha, que é autista, fosse atendida na AMA Pinel (Associação de Amigos do Autista). O problema foi publicado pela Folha Noroeste na época. Agora, tenho uma ótima notícia: ela foi chamada e começou o tratamento no dia 2 de dezembro. Mais uma vez, quero agradecer o apoio dado a este caso. Se não fossem vocês, ela ainda estaria entre documentos perdidos e sem atendimento.

Eliana Moreira

AMA
Foto ilustrativa/Agência Brasil.
Acompanhe o caso

Aguardando atendimento desde 2017 para a filha de sete anos, Eliana Moreira conta que a menina está na fila de espera, mas não consegue nenhuma resposta, muito menos o atendimento. “Sempre que vamos averiguar o motivo de tanta demora, respondem que é para continuar aguardando. Outras mães na espera até conseguiram saber quantas crianças estão na frente na fila, mas eu nunca soube”, relatou a mãe na época. Confira a reportagem completa aqui.

Folha Noroeste

Somos o maior prestador da região Noroeste, com mais de 100 mil exemplares impressos a Folha do Noroeste tem se destacado pelo seu comprometimento com a Noticia e tem ajudado a milhares de pessoas a divulgar os problemas do cotidiano de nosso bairro.

Adicione Comentário

Clique aqui para postar um comentário