REGIONAL

Apartamentos populares na Ponte dos Remédios sofrem invasão. Cadastrados esperam 13 anos por moradia

Publicado em 01/03/2021 às 10h12

Por Cristina Braga

Após 13 anos esperando por moradia popular as 181 famílias  cadastradas  que aguardavam há mais de 10 anos na fila para a entrega das chaves no empreendimento foram surpreendidas por um grupo que invadiu o empreendimento popular na Ponte dos Remédios , no  bairro do Humaitá. São 10 comunidades cadastradas , sendo uma delas, do Jaguaré.

Na madrugada de sábado, 27, os apartamentos que já estão quase prontos para entrega sofreu a invasão. Paulo Maluf, coordenador do Movimento Diogo Pires diz que ” a esperança dessas pessoas é a polícia e a Justiça que faça a reintegração de posse para dar continuidade na entrega. Famílias que estavam para assinar o contrato, que já escolheram o apartamento e elegeram até o síndico dentro da legalidade e dentro da ordem .Ninguém esta falando que os invasores não têm direito  a moradia, só não têm direito a invasão, desprezando as outras que estão na mesma situação delas”.Agentes da Secretaria da Habitação(SEHAB) irão ao local para resolver o conflito.

A Folha  Noroeste realizou uma reportagem sobre o assunto que você pode ver no nosso canal de vídeos