REGIONAL

Comunidade indígena do Jaraguá transforma cápsulas de café em enfeites natalinos

Publicado em 19/11, às 13h

Por Priscila Perez

Uma iniciativa inovadora e totalmente sustentável tem transformado vidas no Jaraguá. Criado em junho deste ano, o projeto “Cada Café Um Anjo” trabalha com mulheres em situação de vulnerabilidade social da comunidade indígena da Aldeia do Jaraguá ensinando empreendedorismo, por meio do programa “Mil Mulheres” do Sebrae.

Projeto Cada Café Um Anjo. Foto: Divulgação.

Nesses cinco meses, elas receberam capacitação e participaram de oficinas voltadas ao resgate da autoestima ministradas pela designer de produtos sustentáveis Silvana Toledo. A partir dessa empreitada, elas produzem anjos utilizando cápsulas de café que iriam para o lixo.  “Essa história de superação representa o mais puro Espírito de Natal. Além de contribuir com o meio ambiente, ao reutilizar as cápsulas que iriam para o lixo, a iniciativa faz com que essas mulheres também tenham a oportunidade de resgatarem sua autoestima”, celebram os idealizadores do projeto, Silvana Toledo e Reinaldo Yoshino.

Projeto Cada Café Um Anjo. Foto: Divulgação.

Segundo eles, através dos trabalhos manuais, as pessoas passam a entender a reciclagem como uma grande oportunidade de ganho. Com criatividade, elas criam produtos, contribuem para o Meio Ambiente e ainda geram renda. “Durante a oficina, ao transformar o lixo em um produto refinado e de valor, a pessoa ressignifica a própria história”, ressalta Yoshino.

Projeto Cada Café Um Anjo. Foto: Divulgação.
Empreendedorismo e artesanato

Cirurgião-dentista em Pirituba, Reinaldo Yoshino trabalha há anos como voluntário na Aldeia do Jaraguá e parceiro do Sebrae ER Norte. Para ele, o programa “Mil Mulheres”, do Sebrae, tem tudo a ver com a comunidade indígena, já que é possível vender o artesanato sem sair da aldeia e empreender em benefício dela. Agora, essas mulheres – além de artesãs – são empreendedoras. “Percebi que essa capacitação ajudaria na venda do artesanato indígena que elas já produzem, usando as ferramentas de empreendedorismo. Percebi a oportunidade de repensar o artesanato delas utilizando os dons que elas já têm, produzindo peças sustentáveis”, explica Yoshino.

Para quem quiser contribuir com o projeto, os enfeites estão disponíveis para compra na própria aldeia e através de lojas parceiras, como a Papelaria TNT, Mashop Magazine e MD Center Mônica.

Folha Noroeste

Somos o maior prestador da região Noroeste, com mais de 100 mil exemplares impressos a Folha do Noroeste tem se destacado pelo seu comprometimento com a Noticia e tem ajudado a milhares de pessoas a divulgar os problemas do cotidiano de nosso bairro.

Adicione Comentário

Clique aqui para postar um comentário