REGIONAL

Corte de linha de ônibus em Pirituba gera incômodo

Linha que vai da Vila Zatt à Barra Funda ajuda passageiros a driblarem a superlotação

Publicado às 11h50

Por Gabriel Cabral

A Prefeitura de São Paulo lançou edital de concessão bilionária para empresas de ônibuse anunciou quais linhas de ônibus da cidade deixarão de existir. Ao todo, são 146 percursos cancelados. O objetivo da ação, segundo a gestão municipal, sob comando de Bruno Covas (PSDB), é reorganizar os trajetos para evitar sobreposições, dar agilidade ao transporte público e, assim, economizar recursos.

Para reorganizar o sistema, a prefeitura optou, então, por extinguir determinados percursos e criar um terceiro tipo de linha, responsável por coletar passageiros em áreas adensadas nos bairros e os conectar com ônibus que cumprem distâncias maiores.

A medida, porém, não tem agradado muitos cidadãos. Victor Leonardo é usuário da linha 948A/10 (Vila Zatt – Metrô Barra Funda), que irá acabar. Segundo ele, a linha é utilizada por muitos moradores de Pirituba que tentam fugir da superlotação de algumas linhas, inclusive a 8100/10 (Terminal Pirituba – Terminal Lapa). Ele já criou uma petição online endereçada à Secretaria Municipal de Transportes para coletar “assinaturas” de outros munícipes que também não querem o fim do percurso.

Fique de olho na Folha Noroeste e mande sua reclamação e opinião sobre o corte das linhas municipais e a reorganização proposta por Covas.