REGIONAL

Doria adia prazo para caducidade do contrato da Linha 6 – Laranja

Publicado às 10h15

Por Cristina Braga

O Governo do Estado prorrogou para o dia 11 de novembro deste ano o prazo para caducidade do contrato de concessão da Linha 6-Laranja do Metrô. O adiamento foi feito porque três grupos empresariais internacionais formalizaram propostas para a aquisição da participação do consórcio Move São Paulo na Parceria Público-Privada (PPP) que engloba a implantação e operação da linha. A prorrogação visa, exclusivamente, dar o tempo necessário para que as negociações sejam concluídas.

“Embora seja uma negociação entre empresas privadas, o interesse é público. Para a população de São Paulo, que tanto espera e precisa da conclusão das obras da Linha 6-Laranja, seria melhor que o consórcio Move São Paulo tivesse êxito na venda de sua participação na PPP, pois este é o caminho mais rápido e menos oneroso para a retomada desse empreendimento, que é hoje o maior projeto de infraestrutura do Brasil”, destaca o secretário dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy.

Canteiro das obras paralisadas da estação Freguesia do Ó da Linha 6-laranja do Metrô. Foto: Diego Padgurschi/Folhapres

O decreto que alterou a data do fim do processo de caducidade, anteriormente previsto para 13 de agosto, foi publicado no último dia 10, no Diário Oficial do Estado. Com a prorrogação até novembro, a concessionária Move São Paulo permanecerá responsável pela conservação e preservação da segurança dos canteiros de obras e dos imóveis vinculados à concessão.

Foram aportados pelo Governo do Estado, até o momento, R$ 694 milhões para o pagamento de obras civis e R$ 984 mi para as desapropriações resultantes de 371 ações.