REGIONAL

É oficial: Prefeitura concede terreno na Raimundo para a construção do Sesc Pirituba

Publicado em 17/02, às 17h

Por Priscila Perez

Após anos de luta em torno da vinda do Sesc para Pirituba, finalmente o piritubano tem o que comemorar: nesta segunda-feira, 17 de fevereiro, a Prefeitura de São Paulo, sob a gestão de Bruno Covas, assinou a concessão de um terreno na Avenida Raimundo Pereira de Magalhães para a construção do equipamento cultural na zona noroeste.

Cerimônia de assinatura. Foto: Reprodução/Facebook/Eliseu Gabriel.

A cerimônia ocorreu na sede da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) com a presença do vereador Eliseu Gabriel, que atuou amplamente na realização desta empreitada junto ao poder público, e o diretor do Sesc-SP, Danilo Miranda. A Folha Noroeste está no local realizando uma cobertura exclusiva e logo mais teremos uma reportagem completa sobre o futuro e bem-vindo Sesc Pirituba.

Folha Noroeste

Somos o maior prestador da região Noroeste, com mais de 100 mil exemplares impressos a Folha do Noroeste tem se destacado pelo seu comprometimento com a Noticia e tem ajudado a milhares de pessoas a divulgar os problemas do cotidiano de nosso bairro.

8Comentários

Clique aqui para postar um comentário

  • Espero que seja um centro campestre nos moldes dos já existentes em Itaquera e Interlagos, afinal, se tem um na zona leste e outro na zona sul, nada mais justo que uma unidade em nossa região. Temos a área ideal entre a Raimundo e a Pinel, para a construção de um centro campestre, pois o Sesc é uma entidade que preza pela natureza e bem estar das pessoas. Já que não veio o tão esperado centro de convenções com área multiuso, tão esperada, pelo menos que façam algo para o lazer e qualidade de vida aos moradores da região. # chega de predios

  • Boa tarde.
    Vocês entregam a folha Noroeste na Av Elísio Cordeiro de Siqueira e também na rua Joaquim de Oliveira Freitas.
    Sou morador do rua Engenheiro Guedes, rua que dá acesso da Elisio Cordeiro de Siqueira para a Joaquim de Oliveira Freitas.
    E nela vocês não entregam.
    Gostaria de saber o motivo?