REGIONAL

Gestão Doria divulga “retomada de todas as obras paradas” sem citar a Linha 6-Laranja e o Rodoanel Norte – ainda paralisados

Publicado em 03/12, às 10h

Por Priscila Perez

Um vídeo divulgado em dezembro pelo governo paulista chamou atenção pela falta de clareza quanto aos seus principais projetos de transporte. Na peça publicitária, a Gestão Doria afirmava que “todas as obras paradas tinham sido retomadas”, sem citar a famigerada Linha 6-Laranja, que aguarda o resultado da negociação entre a espanhola Acciona e o consórcio Move São Paulo, e o Rodoanel Norte, envolto em suspeitas de desvios de recursos públicos. A verdade é que, apesar dos esforços para destravá-los, os dois projetos ainda estão paralisados. Enquanto a futura linha do Metrô não avança desde 2016, a última etapa do anel viário Mário Covas teve as obras interrompidas em 2018.

Em resposta ao vídeo, a grande mídia se manifestou sobre o deslize que ocultava os dois maiores projetos de transporte do governo. O jornal “O Estado de S. Paulo”, por exemplo, questionou a conduta da Gestão Doria, que admitiu “um equívoco na propaganda”. “Tão logo o equívoco foi constatado, a Secretaria de Comunicação notificou imediatamente a agência responsável pela produção da peça publicitária”, disse em nota. Após a confusão, outra peça publicitária foi ao ar, mas sem citar a palavra “todas”.

Sobre as obras tão aguardadas pela população da zona noroeste, o governo destacou que ainda não foram retomadas “por questões burocráticas”. No caso do Metrô, a negociação entre a Acciona e a Move São Paulo, consórcio responsável pela Linha 6, segue a todo vapor. O governo paulista tem até fevereiro para avaliar a compra do contrato e anunciar o novo cronograma. Diante disto, a expectativa é que a construção seja retomada ainda no primeiro trimestre de 2020. Segundo o secretário de Logística e Transportes, João Octaviano Neto, a Gestão Doria aguarda diagnósticos para reabrir o edital de licitação.

Área desapropriada próxima à futura estação Brasilândia da Linha 6 – Laranja do metrô. Foto: Rivaldo Gomes/Folhapress
Foto: Charles Sholl/Brazil Photo Press/Folhapress.
Obras do Trecho Norte do Rodoanel/Foto: Felipe Rau/Estadão

Já para retomar o Rodoanel Norte, a administração estadual estima um gasto extra de R$ 1,7 bilhão, além dos R$ 10 milhões já aplicados na obra – incluindo as despesas com desapropriações. Além da verba adicional, levará mais tempo para o anel viário ser concluído – entre 18 e 24 meses. A paralisação tem a ver com suspeitas de superfaturamento e corrupção.

Folha Noroeste

Somos o maior prestador da região Noroeste, com mais de 100 mil exemplares impressos a Folha do Noroeste tem se destacado pelo seu comprometimento com a Noticia e tem ajudado a milhares de pessoas a divulgar os problemas do cotidiano de nosso bairro.

Adicione Comentário

Clique aqui para postar um comentário