REGIONAL

Isolamento social é maior em Perus e “flexibilizado” na Barra Funda

Publicado em 06/04, às 11h30

Por Priscila Perez

Permanecer em isolamento social durante a pandemia se tornou um grande desafio para boa parte da população. Como ainda não temos uma vacina contra o coronavírus, o melhor remédio para se proteger da Covid-19 é evitar aglomerações – #fiqueemcasa.

Esta recomendação, entretanto, não tem sido seguida à risca pelos paulistanos no dia a dia – mesmo após a explosão de casos em São Paulo –, sobretudo em regiões mais próximas ao centro expandido. É o caso da Barra Funda, onde apenas 31% de sua população aderiu concretamente à quarentena. Perus, por sua vez, apresenta uma das maiores taxas de isolamento social: 76% – ficando atrás somente de Raposo Tavares (78%) e Sacomã (77%).

Estudo analisa a movimentação na cidade. Foto: Reprodução.

A informação faz parte do Índice de Isolamento Social, um estudo inédito realizado pela startup brasileira In Loco (especializada em geolocalização). Segundo a empresa, o deslocamento foi menor na periferia em comparação às regiões mais nobres da capital. “Os bairros de periferia foram os que mais respeitaram o isolamento, enquanto os bairros de classe mais alta foram os que menos respeitaram”, aponta André Ferraz, CEO da In Loco.

Para chegar a esta conclusão, foram analisados os dados de três milhões de pessoas na cidade por meio de aplicativos de celular que utilizam a tecnologia da empresa. Com a geolocalização, foi possível detectar movimentações atípicas e analisar o comportamento da população durante a pandemia. Os dados foram compilados até 1º de abril.

Barra Funda, na zona oeste. Foto: Reprodução/Lara Deus/32xsp,
Zona oeste com mais casos

Até a última quarta-feira, 31 de março, a vigilância epidemiológica da Supervisão Técnica de Saúde Lapa/Pinheiros confirmou os seguintes números: 310 casos confirmados com COVID 19, dos quais 38 estão internados e 16 foram a óbito.

A região da Lapa/Pinheiros representa o maior número de casos de Covid-19 (284), seguida por Vila Mariana/Jabaquara, com 90 casos confirmados. Na região, foram duas mortes em Perdizes, uma na Barra Funda e no Jaguaré, três no distrito da Lapa e duas na Vila Leopoldina.

Folha Noroeste

Somos o maior prestador da região Noroeste, com mais de 100 mil exemplares impressos a Folha do Noroeste tem se destacado pelo seu comprometimento com a Noticia e tem ajudado a milhares de pessoas a divulgar os problemas do cotidiano de nosso bairro.

Comentário

Clique aqui para postar um comentário