REGIONAL

Linha 6-Laranja consome R$ 3 milhões ao mês com obras paradas; retomada ainda não tem data para acontecer

Publicado em 14/11, às 12h

Por Priscila Perez

Mesmo parada há mais de três anos, a construção da Linha 6-Laranja do Metrô segue consumindo milhões por ano. Segundo consórcio Move São Paulo, cuja participação na obra foi comprada nesta semana pela empresa espanhola Acciona, cerca de R$ 3 milhões são gastos todos os meses com a manutenção dos equipamentos, inclusive o “tatuzão”, e monitoramento dos canteiros de obras existentes.

Foto: Eduardo Saraiva/A2IMG

Ao visitar um deles, o secretário estadual de transportes metropolitanos, Alexandre Baldy, conferiu a condição do local, ao lado da Marginal do Tietê, onde há um fosso de mais de 30 metros de profundidade. Apesar da paralisação, o canteiro de obras encontra-se em bom estado, sem sinais de abandono. Apenas as plantas do entorno, que cresceram nesses três anos, sinalizam que a obra não avançou. Também há um sistema de bombeamento para drenar a água da chuva. Mas também há reclamações frequentes de vizinhos sobre o descarte clandestino de lixo e entulho em terrenos como esse.

Se a aquisição pela Acciona for ratificada pelo governo estadual, muito em breve veremos o tatuzão perfurando os futuros túneis da Linha Laranja por ali. Entretanto, o equipamento (shield), que atualmente está desmontado e coberto por lonas, passa por manutenção regular. Suas peças são ligadas diariamente para mantê-las em bom estado. Outros equipamentos eletrônicos também recebem tratamento para evitar o acúmulo de umidade em seus circuitos. Tudo isso consome dinheiro mesmo com a obra paralisada.

Cronograma?

O Governo do Estado ainda irá analisar a compra dos direitos de construção e exploração da Linha 6- Laranja pela Acciona. Após o processo, será estabelecido um cronograma para a retomada das obras, que até o momento seguem sem prazo. Segundo o secretário, a transação já está na fase final. Falta analisar a documentação para que a Gestão Doria aprove o negócio.

Folha Noroeste

Somos o maior prestador da região Noroeste, com mais de 100 mil exemplares impressos a Folha do Noroeste tem se destacado pelo seu comprometimento com a Noticia e tem ajudado a milhares de pessoas a divulgar os problemas do cotidiano de nosso bairro.

Adicione Comentário

Clique aqui para postar um comentário