REGIONAL

Moradores enfrentam onda de assaltos no Jaraguá; foram 360 casos em janeiro

Publicado em 27/02, às 12h20

Por Priscila Perez

No primeiro mês do ano, o Jaraguá registrou 360 roubos em suas duas delegacias. A média é ainda mais alarmante: foram 11 casos por dia só em janeiro de 2020. Assustados com a onda de violência, os moradores da região reclamam da falta de policiamento.

O problema maior é na Rua Nossa Senhora da Conceição, também conhecida como “Rua do Assalto”. O apelido não é à toa: o local concentra o maior número de ocorrências. Entre os moradores, é comum encontrar alguém que já foi assaltado no local. “É muito difícil encontrar polícia por aqui. O policiamento está muito escasso”, conta um comerciante local.

“Rua do Assalto” no Jaraguá. Foto: Reprodução/TV Globo.

Na última terça-feira, 25 de fevereiro, uma família foi abordada por três bandidos, um deles armado, quando chegava em casa. Os criminosos roubaram o carro e os pertences das vítimas, como celulares e carteiras. Durante a ação, outra moradora também foi assaltada.

A Folha Noroeste aguarda uma resposta da Secretaria Estadual de Segurança Pública sobre o policiamento que é realizado na região, tendo em vista o elevado número de ocorrências. A demanda, inclusive, já está sendo debatida no Conseg (Conselho Comunitário de Segurança) Perus, que abrange a região. Entretanto, vale lembrar que a participação da população nas reuniões é um fator crucial para o andamento dessas questões junto ao poder público . “A representação dos moradores nas reuniões é importante para oficializar o pedido. Dá maior fundamentação à solicitação, já que somos nós que fazemos a mediação entre a sociedade e as autoridades”, pontua Maria Betânia Alves, integrante do Conseg Perus.

O próximo encontro será no dia 3 de março, às 19h, na Base Comunitária da PM, localizada na Rua Delsuc Alves de Magalhães, 20 – Jardim Britânia. Enquanto a mudança não vem, o munícipe enfrenta medo e insegurança no bairro.

Confira a resposta da Secretaria de Segurança Pública na íntegra:

“As polícias Civil e Militar analisam periodicamente os indicadores criminais de forma a orientar os programas de policiamento e as ações investigativas, adotando novas estratégias de combate à criminalidade, sempre que necessário. Em janeiro deste ano, 48 criminosos foram detidos, 28 veículos foram recuperados e 12 armas ilegais apreendidas na região do 33º DP. Em relação à Rua Nossa Senhora da Conceição, até o momento, não há registros de roubo ou furto ocorridos no primeiro mês do ano. Em 2019, os furtos e roubos na via caíram 45% e 22%, respectivamente, na comparação com 2018.”

 

Folha Noroeste

Somos o maior prestador da região Noroeste, com mais de 100 mil exemplares impressos a Folha do Noroeste tem se destacado pelo seu comprometimento com a Noticia e tem ajudado a milhares de pessoas a divulgar os problemas do cotidiano de nosso bairro.

Comentário

Clique aqui para postar um comentário

  • Boa noite.
    Só gostaria de saber…
    Que delegacia têm no Jaraguá?!
    O bairro está jogado ao Deus dará… nem uma base comunitária têm.
    Os bandidos sabem muito bem disso… Não é a toa que a violência só aumenta né?!
    Aqui não temos uma subprefeitura e tampouco uma delegacia. Temos sempre que ir até Perus pra registrar um boletim de ocorrência ou na subprefeitura de Pirituba para pleitear nossos direitos.
    O bairro está jogado em vários quesitos: saúde, segurança, vias públicas, esgoto e assim vai… e pra ajudar… só constroem mais prédios pra cá… vindo mais pessoas… Sem existir nenhuma infraestrutura.
    Portanto, volto a questionar:
    Que segurança o bairro Jaraguá têm?!