REGIONAL

Obras avançam no Hospital Municipal da Brasilândia

Unidade contará com 305 leitos operacionais e tem estimativa de atendimento mensal de 26 mil pacientes no pronto-socorro

Publicado às 13h

O prefeito Bruno Covas, acompanhado pelo secretário municipal da Saúde, Edson Aparecido, realizou, nesta quinta-feira (22), uma visita técnica às obras do Hospital Municipal da Brasilândia, na Zona Norte.

Os blocos A, B e C, em construção, contemplam andar de maquinário, estacionamento coberto, unidade de serviços gerais e de apoio (cozinha, refeitório, vestiários, almoxarifado, farmácia, depósito de roupas), além de pronto atendimento, Hospital Dia, a entrada social e o pronto-socorro.

“Esse hospital é fruto de uma luta de muitos anos da população aqui da região para que essa obra se tornasse realidade. Estamos acompanhando às obras e esperamos retornar em breve para inauguração”, disse o prefeito.

As obras de construção foram retomadas em 2017, após revisão do projeto e redução dos custos totais. A construção, que teve início em junho de 2015, foi suspensa em dezembro de 2016 para análises técnicas e financeiras do projeto e retomada por esta gestão.

A unidade terá 41 mil m² de área construída, em um terreno de 17.498 m², dispondo de sete andares e dois subsolos. O hospital contará com pronto-socorro adulto e pediátrico, áreas especializadas de obstetrícia, ortopedia e cirúrgia, além de consultórios ambulatoriais adulto e pediátrico.

Serão 305 leitos operacionais, sendo 20 destinados para Unidade de Terapia Intensiva (UTI), dez para UTI pediátrica, dez para UTI Neonatal e 91 leitos complementares, para recuperação, indução anestésica e pré-parto.

A estimativa de atendimento médio mensal no pronto-socorro é de 25.900 pacientes. No local poderão ser realizados exames de análises clínicas, raios-X, ressonância magnética, tomografia, mamografia, ultrassom, além, de endoscopia, ecocardiograma, eletrocardiograma, eletroencefalograma, monitorização ambulatorial de pressão arterial (MAPA) e holter.

“Nosso objetivo é ampliar a oferta da assistência hospitalar à população da Zona Norte”, declara Edson Aparecido, secretário municipal da Saúde.

Até o momento foram executados 45% das obras, com investimento de R$ 234.285.884,23. A unidade irá beneficiar cerca de 2,2 milhões de pessoas da região e proximidades.

Folha Noroeste

Somos o maior prestador da região Noroeste, com mais de 100 mil exemplares impressos a Folha do Noroeste tem se destacado pelo seu comprometimento com a Noticia e tem ajudado a milhares de pessoas a divulgar os problemas do cotidiano de nosso bairro.

Adicione Comentário

Clique aqui para postar um comentário