REGIONAL

Ponte do Jaguaré segue interditada parcialmente até 25 de outubro

Publicado às 9h20

Por Cristina Braga

De acordo com a Secretaria Municipal de Infraestrutura Urbana e Obras (SIURB), a Ponte do Jaguaré ficará interditada parcialmente até 25 de outubro para execução de mais uma etapa das obras de recuperação da estrutura – atingida por um incêndio no dia 21 de junho.

Foto: Bruno Escolastico/Folhapress

As obras englobam o macaqueamento para a adequação dos aparelhos de apoio e a instalação de mantas de reforço (feitas de carbono) para a recuperação das vigas.

Histórico

Após ser atingida por um incêndio, a Ponte do Jaguaré permaneceu totalmente interditada por quatro dias. No dia 25 de junho, a pista bairro-centro foi liberada para o tráfego de veículos leves; e no dia 26, duas faixas da pista sentido centro-bairro também foram reabertas.

Em 5 de julho, depois da realização de monitoramentos e cálculos estruturais, foi autorizada a circulação de ônibus simples (dois eixos) nos dois sentidos da ponte. Já a circulação de veículos pesados, caminhões e ônibus acima de dois eixos continua proibida no local.

Foto: Rivaldo Gomes/Folhapress

O laudo estrutural emergencial, uma espécie de radiografia da estrutura da ponte, começou a ser feito em 24 de junho e deve ser concluído em até 180 dias. A empresa EGT Engenharia Ltda. é a responsável pela elaboração do documento. As obras de recuperação da Ponte do Jaguaré, executadas pela G2O Gerenciamento e Obras Ltda., também serão concluídas até dezembro, conforme o cronograma.

Trânsito

Em nota, a Engenharia de Campo da CET afirma que vai monitorar a interdição e orientar o tráfego na região, “visando manter as condições de trânsito e preservar a segurança de pedestres e motoristas”. A circulação de veículos pesados, caminhões e ônibus acima de dois eixos permanece proibida.

Folha Noroeste

Somos o maior prestador da região Noroeste, com mais de 100 mil exemplares impressos a Folha do Noroeste tem se destacado pelo seu comprometimento com a Noticia e tem ajudado a milhares de pessoas a divulgar os problemas do cotidiano de nosso bairro.

Adicione Comentário

Clique aqui para postar um comentário