REGIONAL

Prazo de caducidade da Linha 6-Laranja é prorrogado em 60 dias

Publicado em 23/03, às 10h30

Por Priscila Perez

A retomada da tão aguardada Linha 6-Laranja, cujas obras estão paralisadas desde 2018, ainda depende de trâmites legais para se concretizar. Após assumir a participação da Move São Paulo na Parceria Público-Privada (PPP), a espanhola Acciona ainda precisa aguardar o fim do contrato com o antigo consórcio, formado pelas empresas Odebrecht, Queiroz Galvão e UTC, para assumir oficialmente o empreendimento – o que deveria ocorrer nesta terça-feira, 24 de março. Porém, diante da crise provocada pela pandemia de coronavírus, o governo paulista prorrogou o prazo de caducidade em 60 dias, estendendo a data (mais uma vez) para 24 de maio.

caducidade
Foto: Reprodução/Diego Padgurschi/Folhapress,

O adiamento pode resultar em novos atrasos no já arrastado cronograma da Linha 6-Laranja, já que a Acciona só poderá iniciar seu trabalho à frente do ramal quando a caducidade vencer. A expectativa é que o empreendimento seja concluído quatro anos após a sua retomada.

Com a prorrogação até maio, a Move São Paulo segue responsável pela conservação e preservação da segurança dos canteiros de obras e dos imóveis vinculados à concessão.

Folha Noroeste

Somos o maior prestador da região Noroeste, com mais de 100 mil exemplares impressos a Folha do Noroeste tem se destacado pelo seu comprometimento com a Noticia e tem ajudado a milhares de pessoas a divulgar os problemas do cotidiano de nosso bairro.

Adicione Comentário

Clique aqui para postar um comentário