REGIONAL

Rota da PM mata suspeito de tráfico durante suposta troca de tiros no Jaraguá

Ação da tropa de elite da Polícia Militar será investigada pela Polícia Civil para saber se foi feita corretamente, informa Secretaria da Segurança. Caso ocorreu na sexta (24) na Zona Oeste

Publicado às 10h

G1 São Paulo

Uma ação das Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota), tropa de elite da Polícia Militar (PM) de São Paulo, deixou um suspeito de tráfico de drogas morto durante suposta troca de tiros no Jaraguá.

O caso ocorreu na noite de sexta-feira (24) na Rua Antonio Cardoso Nogueira, via que é continuação da Estrada Turística do Jaraguá, sentido bairro. De acordo com o boletim de ocorrência, Richard José Veci, de 31 anos, morreu baleado durante a intervenção policial.

Segundo o documento, policiais da Rota receberam a denúncia de que um criminoso estava realizando transporte de drogas numa moto Kawasaki Ninja de cor vermelha.

Ainda de acordo com o registro policial, os PMs realizaram cerco e encontraram Richard na rua. Em seguida, teriam dado ordem para o suspeito parar. Segundo os agentes, o homem não obedeceu e tentou fugir, atirando contra os policiais, que revidaram.

Na troca de tiros, informam os policiais, o homem foi baleado e, em seguida, levado ao pronto-socorro do hospital de Taipas, onde morreu.

A perícia realizada no local encontrou uma mochila com quatro tabletes de cocaína, documentos e munições. A motocicleta e as armas que, segundo a PM, estavam com o bandido também foram apreendidas e encaminhadas ao Instituto de Criminalística (IC).

Segundo a assessoria de imprensa da Secretaria da Segurança Pública (SSP), o Departamento Estadual de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP), da Polícia Civil, instaurou um inquérito para investigar o caso e saber se os PMs da Rota agiram corretamente.

O DHPP registrou o caso como tráfico de drogas, porte de arma do fogo e morte decorrente de intervenção policial. Uma lei estadual determina que todos os casos envolvendo PMs que resultem em morte de suspeitos sejam investigados pelo departamento de homicídios.

A Polícia Militar também instaurou inquérito para apurar todas as circunstâncias da ocorrência, na esfera administrativa, e saber se a ação foi mesmo legal, como dizem os agentes da Rota.

Folha Noroeste

Somos o maior prestador da região Noroeste, com mais de 100 mil exemplares impressos a Folha do Noroeste tem se destacado pelo seu comprometimento com a Noticia e tem ajudado a milhares de pessoas a divulgar os problemas do cotidiano de nosso bairro.

Adicione Comentário

Clique aqui para postar um comentário