REGIONAL

Taipas e Vila Zatt estão entre os dez bairros mais populosos da cidade, aponta levantamento

Publicado em 27/02, às 10h

Por Priscila Perez

Que a Subprefeitura Pirituba/Jaraguá concentra uma imensidão de gente, isso ninguém pode negar. Segundo dados do Infocidade, sistema ligado à Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano (SMDU), em 2010, a região reunia cerca de 435 mil moradores, distribuídos entre os distritos de Pirituba, Jaraguá e São Domingos. Mas os dados mais recentes apontam para uma multidão ainda maior na zona noroeste. Afinal, de lá para cá, muitos espigões residenciais brotaram por aqui, atraindo novos moradores – e mais trânsito, por consequência.

Região noroeste
Pirituba e região. Foto: Reprodução.

A Geofusion, empresa que atua há 20 anos no mercado de inteligência geográfica, listou os dez bairros mais populosos da cidade, e adivinhem só: Taipas é o quarto, com uma população de 150.990 pessoas e 48.309 domicílios; a Vila Zatt, em Pirituba, está em nono lugar, reunindo 127.315 pessoas e 43.461 domicílios; e Vila Terezinha, na Brasilândia, aparece na décima posição, com 123.768 moradores.

O levantamento busca compreender em quais lugares os paulistanos estão concentrados, isto é, onde escolheram viver. A partir desse mapeamento, as empresas podem identificar oportunidades de negócio e se aproximarem da clientela.

Visão aérea da região de Pirituba. Foto: Arquivo Folha Noroeste

Mas, afinal, o que esses três bairros têm em comum? São locais que ainda carecem de infraestrutura (uns mais que outros) e políticas públicas efetivas em áreas como saúde, educação e cultura. Taipas, por exemplo, tem crescido bastante: seu comércio está em alta, tem um shopping para chamar de seu, mas ainda sofre com vias esburacadas, falta de equipamentos de lazer, problemas de saneamento básico e transporte público restrito. Mesmo assim, o bairro é o quarto mais povoado da cidade. A Vila Zatt, por sua vez, apresenta áreas mais carentes e casas de classe média e média baixa. Entretanto, a queixas são parecidas: buracos no asfalto, árvores necessitando de poda, esgoto, demanda por cultura, entre outros problemas. A torcida é para que o futuro Sesc Pirituba ajude a turbinar a região noroeste com a oferta de uma programação cultural tão boa quanto a da unidade da Pompeia.

Folha Noroeste

Somos o maior prestador da região Noroeste, com mais de 100 mil exemplares impressos a Folha do Noroeste tem se destacado pelo seu comprometimento com a Noticia e tem ajudado a milhares de pessoas a divulgar os problemas do cotidiano de nosso bairro.

Adicione Comentário

Clique aqui para postar um comentário