SAÚDE

CoronaVac induz rápida resposta imune, aponta estudo

Publicado em 18/11/202 às 11h31

Por Cristina Braga

A CoronaVac, vacina experimental contra Covid-19 da chinesa Sinovac, induziu uma rápida reposta imune, mas o nível de anticorpos produzidos foi menor do que o visto em pessoas que se recuperaram da doença, mostraram dados preliminares dos testes clínicos com a vacina na quarta-feira (horário local da China).Embora os testes em estágios inicial e intermediário não tenham sido desenvolvidos para determinar a eficácia da CoronaVac, os pesquisadores disseram que ela pode fornecer proteção suficiente, com base na experiência com outras vacinas e em dados de estudos pré-clínicos em macacos.

O estudo vem após notícias animadoras neste mês das farmacêuticas norte-americanas Pfizer e Moderna, que mostraram que suas vacinas experimentais são mais de 90% efetivas com base em dados preliminares de estudos amplos em estágio avançado.

A CoronaVac é uma das vacinas experimentais contra a Covid-19 que está sendo usado para inocular centenas de milhares de pessoas na China sob um programa de uso emergencial. Gang Zeng, pesquisador da Sinovac envolvido no estudo com a CoronaVac, disse que a vacina pode ser uma opção atrativa porque pode ser armazenada em temperatura de geladeira de 2 a 8 graus Celsius e pode permanecer estável por até três anos.