SAÚDE

É tempo de pernilongos, pouca chuva e muito calor; haja saúde para driblar os problemas respiratórios

Publicado às 10h40

Por Priscila Perez

Tosse, garganta irritada, ardência nos olhos e no nariz, bronquites, rinites e crises de asma. Esta sequência de problemas respiratórios é intensificada em períodos de umidade baixa, com pouca chuva e muito calor. Crianças e idosos são os que mais sofrem nessa temporada. E o cenário não é nada estimulante: novembro também será um mês pouquíssimo chuvoso, segundo o Núcleo de Gerenciamento de Emergências da Defesa Civil do Estado de São Paulo. Dezembro, por sua vez, terá chuvas acima da média. Mas, até lá, como superar tantos problemas respiratórios e os nossos queridos pernilongos?

Problemas respiratórios afetam mais crianças e idosos. Foto: Divulgação.

Pois é, a baixa umidade facilita o acúmulo de poluentes em nossa atmosfera e, por consequência, favorecendo o surgimento de alergias. O importante é observar se os sintomas são comuns à secura, ou se há desdobramentos como falta de ar, chiado no peito, pouco apetite, apatia e febre. Aí é caso de procurar o médico para evitar o agravamento do quadro. E cuidado redobrado com os mais velhos: eles precisam ser estimulados a beber água, mesmo sem vontade. Se estiver ao ar livre, o ideal é consumir 250 ml de água por hora. Caso a umidade seja inferior a 30%, nem saia de casa – utilizar umidificadores é uma ótima ideia.

Outra dica é lavar o nariz com soro fisiológico de quatro a seis vezes ao dia. E quanto aos pernilongos? Repelentes e roupas de algodão (com mangas e calçadas compridas) são ótimas soluções para evitar a presença do inseto.

Foto: Rafael Arbex / EstadÃo

Doenças respiratórias em números

Segundo a Secretaria Municipal da Saúde de São Paulo, os períodos mais secos do ano provocam um aumento de aproximadamente 30% nos atendimentos prestados nas unidades de saúde da capital.

Folha Noroeste

Somos o maior prestador da região Noroeste, com mais de 100 mil exemplares impressos a Folha do Noroeste tem se destacado pelo seu comprometimento com a Noticia e tem ajudado a milhares de pessoas a divulgar os problemas do cotidiano de nosso bairro.

Adicione Comentário

Clique aqui para postar um comentário