SAÚDE

Seu coração vai bem? Veja mitos e verdades sobre as doenças cardiovasculares

Publicado às 11h

Por Priscila Perez

Aproveitando o Dia Mundial do Coração, celebrado no último domingo, 29 de setembro, a Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo (Socesp) realizará exames gratuitos na Estação República do Metrô ao longo desta segunda-feira (30). Durante o evento, haverá treinamento de massagem cardíaca, aferição de pressão, debates sobre estresse e tabagismo, dois fatores que pesam, e muito, na saúde do coração, além de exercícios de relaxamento e alimentação saudável, de olho no sobrepeso e no sedentarismo.

Agnaldo Píscopo, diretor do Centro de Treinamento em Emergências da Socesp, ressalta que “prestar socorro rapidamente aumenta as chances de sobrevida dos pacientes de quatro a cinco vezes”. Vale lembrar que as doenças cardiovasculares, normalmente “silenciosas”, são responsáveis pela morte de 350 mil pessoas no Brasil ao ano, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). Ou seja, alguém morre a cada 40 segundos. A hipertensão, por exemplo, causa 40% dos infartos e 80% dos AVCs, aponta o HCor.

Mas sabe o que é ainda mais prejudicial à saúde? As notícias falsas, que podem prejudicar a prevenção e, inclusive, o tratamento dessas doenças. Com informações desencontradas e, até mesmo, erradas sobre o assunto, mitos acabam sendo criados, enganando as pessoas. Por isso, antes de acreditar em certas notícias que surgem no WhatsApp, é melhor procurar um especialista, não é verdade? Múcio Tavares Jr., chefe da unidade “centro de infusão e hospital dia” do Instituto do Coração da Universidade de São Paulo (USP), destaca que fatores como diabetes, hipertensão, tabagismo, estresse, obesidade, colesterol alto e histórico familiar são determinantes para a saúde do coração.

Relação entre hipertensão e doenças cardiovasculares. Infográfico/HCor

Comida sem sal e pressão arterial

É importante prestar atenção na quantidade de sódio nos alimentos, sobretudo nos industrializados. O consumo de sal em excesso está relacionado ao risco de doenças cardiovasculares, como hipertensão, mas não é o único fator que pode causar pressão alta.

Hipertensão tem sintomas?

Nem sempre. Normalmente, você tem pressão alta e nem percebe. Não à toa, é uma doença silenciosa que, com o passar dos anos, pode aumentar os riscos de derrame, enfarte e insuficiência renal. Se constar no histórico familiar, é importante medir a pressão a cada seis meses.

Obesidade e problemas no coração

O importante é cuidar da saúde. Ou seja, até mesmo pessoas magras podem ter colesterol alto e, consequentemente, algum problema no coração.

Só homens enfartam?

Mito. Segundo a OMS, as doenças no coração são responsáveis por um terço de todas as mortes de mulheres no mundo.

Enfarto e dor no peito  

Novamente, os sintomas podem ser silenciosos e, algumas vezes, inexistentes. Varia de pessoa para pessoa. A intensidade da dor, se existir, também pode variar. Por isso, é importante visitar o médico com regularidade.

Folha Noroeste

Somos o maior prestador da região Noroeste, com mais de 100 mil exemplares impressos a Folha do Noroeste tem se destacado pelo seu comprometimento com a Noticia e tem ajudado a milhares de pessoas a divulgar os problemas do cotidiano de nosso bairro.

Adicione Comentário

Clique aqui para postar um comentário