TURISMO

Conheça Iacanga, a 375 km de SP: pesca esportiva e cicloturismo são destaques da região

Publicado em 07/02, às 10h

Com informações da Secretaria de Turismo

Iacanga, cidade do interior paulista, da região turística Caminhos do Tietê, ficou conhecida entre os anos 70 e 80 por abrigar um evento musical chamado Festival de Águas Claras. O evento chegou a levar mais de 30 mil pessoas à Fazenda Santa Virgínia e tinha como inspiração o festival de Woodstock, que aconteceu poucos antes, em 1969, nos Estados Unidos. O município de interesse turístico (MIT) localizado a 375 km de São Paulo, com uma população de pouco mais de 11 mil habitantes, é bem mais que uma mera lembrança para muitos jovens daquela época.

Natureza exuberante. Foto: Divulgação.

Dentro do roteiro Caminhos do Tietê, são dez cidades: Bariri, Ibitinga, Jaú, Dois Córregos, Itapuí, Mineiros do Tietê, Barra Bonita, Igaraçu do Tietê, Bocaina e a própria Iacanga, todas cortadas pelo caudaloso rio Tietê. A região oferece aos visitantes cenários de rara beleza, acompanhados por um clima muito agradável, o que propicia passeios, cicloturismo, a prática de esportes náuticos e pesca esportiva. Há, em setembro, o Festival da Pesca, que todo ano atrai mais de 5 mil pessoas e um número cada vez maior de pescadores, o que repercute positivamente na cidade e na região.

Clima interiorano e tranquilo. Foto: Divulgação.
Festejos e tradição

Já entre os festejos tradicionais e religiosas de Iacanga, que ajudam a preservar o modo de vida interiorano, está a Festa de Peão de Boiadeiro, com tradição de mais de quatro décadas e que ocorre sempre em abril, o mesmo mês do aniversário da cidade. As montarias nos rodeios são tradicionalmente em touros. O evento chama a atenção pela estrutura, contando com um recinto próprio para rodeio, com capacidade para 20 mil espectadores. Tudo para os peões segurarem o coração dos turistas.

Iacanga
Igreja da região. Foto: Divulgação.

Por sua vez, o primeiro festejo religioso do município aconteceu em 1905, para angariar fundos para a construção da capela de São João Batista. E em 1909, o distrito do Município de Pederneiras passou a se chamar Iacanga. No tupi guarani, esse nome significa “olho d’água”. Para o visitante chegar a Iacanga, portanto, basta pegar duas rodovias, a SP-321 (rod. Cezário José de Castilho, para quem vem de Bauru) e a SP-331 (Hilário Jorge Spuri, saindo de Pirajuí).

Folha Noroeste

Somos o maior prestador da região Noroeste, com mais de 100 mil exemplares impressos a Folha do Noroeste tem se destacado pelo seu comprometimento com a Noticia e tem ajudado a milhares de pessoas a divulgar os problemas do cotidiano de nosso bairro.

Adicione Comentário

Clique aqui para postar um comentário