COTIDIANO

Flagrantes por embriaguez ao volante cresce 24% em SP

Publicado às 9h30

Por Gabriel Cabral

Aumentou o índice de motoristas autuados por embriaguez na cidade de São Paulo, segundo dados do Comando de Policiamento de Trânsito da Polícia Militar. Os dados comparam o primeiro semestre de 2018, de janeiro a junho, com o mesmo período de 2019. No ano passado, 9.558 pessoas foram autuadas. Neste ano, o número subiu para 11.882, o que representa um crescimento de 24,3% de casos constatados.

As autuações foram feitas durantes blitzes da PM espalhadas pela cidade, mais comum no período da noite e madrugada. Estão na estatística motoristas que foram flagrados com até 0,33 miligramas de álcool por litro de ar expelido, nível máximo estipulado por ler para que a infração continue na esfera administrativa. Nesta situação, o motorista paga multa de R$2.934,70, além de ter a Carteira Nacional de Habitação (CNH) suspensa por um ano.

Se o motorista ultrapassar os 0,33 miligramas de álcool por litro de ar expelido, o motorista é processado criminalmente. No primeiro semestre, 124 condutores foram flagrados nestas condições na cidade. No mesmo período do ano anterior, 125 foram autuados. A multa para estes condutores também é de quase R$3 mil, além de ter CNH suspensa e o motorista é fichado pela polícia.

Tanto os motoristas que foram autuados na esfera administrativa ou na criminal podem entrar com recursos.

Rodovias

Na contramão do município, os flagrantes de embriaguez nas rodovias estaduais caíram. Nos sete primeiros meses deste ano, foram 12.696 flagras. Em 2018, foram 13.602 casos. Ou seja, em 2019, as autuações diminuíram 6,6%.

Blitz da Lei Seca na avenida Amaral Gurgel, na região central de São Paulo. Foto: Ernesto Rodrigues/Folhapress

Veja dados:

Flagrantes por embriaguez em volante 

Punidos administrativamente na capital* 

1º semestre de 2018  –   9.558

1º semestre de 2019 –  11.882

Alta de 24,3%

Punidos criminalmente na capital** 

1º semestre de 2018  –  125

1º semestre de 2019  –  124

Queda de 0,7%

Rodovias estaduais 

Punições administrativas 

Janeiro a julho de 2018   –  13.602

Janeiro a julho de 2019   –  12.696

Queda de 6,6%

Punições criminais 

Janeiro a julho de 2018  –  1.874

Janeiro a julho de 2019  –  1.136

Queda de 39,3%

Motoristas que se negaram a fazer o teste 

Janeiro a julho de 2018  –  15.634

Janeiro a julho de 2019  –  16.737

Alta de 7%

Punições

Em todos os casos, os motoristas que são autuados pagam multa de R$ 2.934,70, além de ter a carteira de habilitação suspensa por um ano. A punição pode ser questionada na Justiça.

*Casos em que motoristas não ultrapassaram o limite de consumo de 0,33 miligramas de álcool por litro de ar expelido
**Ocorrências em que o consumo de álcool, feito por motoristas, ultrapassou 0,33 miligramas de álcool por litro de ar expelido

Folha Noroeste

Somos o maior prestador da região Noroeste, com mais de 100 mil exemplares impressos a Folha do Noroeste tem se destacado pelo seu comprometimento com a Noticia e tem ajudado a milhares de pessoas a divulgar os problemas do cotidiano de nosso bairro.

Adicione Comentário

Clique aqui para postar um comentário