COTIDIANO

Gestão Covas investe apenas 48% da verba para enchentes; orçamento previsto era de R$ 973 mi

Publicado em 13/01, às 12h50

Por Priscila Perez

Passa ano, entra ano, e o problema das enchentes segue infernizando a vida do paulistano, que já sabe quais vias devem ser evitadas durante os temporais. O roteiro de alagamentos não muda, assim como a justificativa da Prefeitura. Se a cidade está submersa é porque choveu além do previsto, não é mesmo?

enchente
Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil.

Na contramão, o investimento em prevenção ficou abaixo do esperado no ano passado. Em 2019, a Gestão Covas utilizou apenas 48% da verba para enchentes, ou seja, R$ 474 milhões de um total de R$ 973 milhões.

Esse montante, que representa uma pequena fatia do orçamento municipal, seria aplicado em obras de drenagem, por exemplo. Neste caso em específico, dos R$ 773 milhões destinados, apenas R$ 398 milhões foram realmente usados. Já para obras em áreas de risco, dos R$ 188 milhões reservados, somente R$ 67 milhões foram investidos.

Após a divulgação do balanço pela TV Globo na última quinta-feira, 9 de janeiro, a Prefeitura de São Paulo emitiu nota contestando a análise dos dados orçamentários. Segundo a administração municipal, o investimento foi de R$ 1 bilhão em obras antienchentes.

Folha Noroeste

Somos o maior prestador da região Noroeste, com mais de 100 mil exemplares impressos a Folha do Noroeste tem se destacado pelo seu comprometimento com a Noticia e tem ajudado a milhares de pessoas a divulgar os problemas do cotidiano de nosso bairro.

Adicione Comentário

Clique aqui para postar um comentário