COTIDIANO

Saiba quem precisa trocar o bilhete único em SP

Publicado às 14h15

Agência Estado

A partir de terça-feira, 1º, os cartões da modalidade comum do bilhete único de São Paulo de tecnologia antiga não vão poder abrigar saldo superior a R$ 43. Entenda quem precisa trocar e como adquirir um novo bilhete, do modelo atual.

Quem precisa trocar de bilhete único?

Os usuários detentores de cartões do bilhete único emitidos antes de 2014 e os que não são personalizados (anônimos), com créditos excedentes a R$ 43 do tipo comum. Na parte de trás do bilhete, há a especificação dos modelos do cartão. Entre os que devem ser trocados estão os modelos de cartões Classic 1K, códigos 52 e 59; II – Cartão Plus 4K, código 110.

Qual é o prazo final para utilizar o cartão nessas condições (emitido antes de 2014 e anônimos)?

O usuário tem até segunda-feira, 30, para utilizá-los.

Por que será necessário trocar de bilhete único?

A medida tem o objetivo de combater fraudes na utilização do bilhete único.

O que acontece se eu não trocar meu bilhete único?

Após esse período haverá bloqueio dos créditos do tipo comum caso o valor seja superior a R$ 43 nessa carteira. Para reavê-los será preciso se cadastrar no site bilheteunico.sptrans.com.br e, após conclusão e aprovação da foto, retirar o novo cartão personalizado em um dos terminais de ônibus municipais. Em 72 horas, o munícipe poderá fazer a restauração dos créditos remanescentes. Caso não entregue o cartão antigo, será cobrada uma taxa de R$ 30,10, equivalente a sete tarifas.

Mas meu cartão será totalmente bloqueado?

Não haverá bloqueio do cartão, mas dos créditos do tipo comum. Por exemplo, caso o munícipe tenha crédito comum excedente a R$ 43 e vale-transporte no mesmo cartão, poderá continuar utilizando os créditos de vale-transporte normalmente.

Onde e como posso trocar o bilhete?

O passageiro que tem bilhete único comum emitido antes de 2014 ou anônimo deve entrar no site da São Paulo Transporte (SPTrans) e se cadastrar enviando uma foto. É necessário preencher uma série de dados. O link é http://sptrans.com.br.

Confirmado o cadastro, o passageiro deve ir ao posto da SPTrans com o cartão antigo e documento oficial com foto, como Registro Geral (RG) ou Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

O saldo do bilhete antigo só vai estar disponível no novo depois de 72 horas, quando o passageiro deve voltar ao posto e validar.

Veja a seguir o endereço dos postos da SPTrans com atendimento 24 horas:

CENTRO

Terminal Amaral Gurgel – Endereço: Rua Doutor Frederico Steidel, 107

Terminal Bandeira – Endereço: Praça da Bandeira, 0

Terminal Parque Dom Pedro II – Endereço: Parque Dom Pedro II, 0

Terminal Princesa Isabel – Endereço: Praça Princesa Isabel, 0

ZONA OESTE

Terminal Lapa – Endereço: Praça. Miguel Dell’Erba, 50

Terminal Pinheiros – Endereço: Rua Gilberto Sabino, 133

ZONA NORTE

Terminal Casa Verde – Endereço: Praça das Monções, 0

Terminal Pirituba – Endereço: Avenida Doutor Felipe Pinel, 60

Terminal Vila Nova Cachoeirinha – Endereço: Avenida Inajar de Souza, 0

ZONA LESTE 

Terminal A.E. Carvalho – Endereço: Estrado do Imperador, 100

Terminal Aricanduva – Endereço: Avenida Airton Pretini, 0

Terminal Carrão – Endereço: Avenida 19 de Janeiro, 884

Terminal Cidade Tiradentes – Endereço: Rua Sara Kubitscheck, 165

Terminal Penha – Endereço: Avenida Gabriela Mistral, 0

Terminal São Miguel – Endereço: Rua Guaracapá, 350

Terminal Vila Prudente – Endereço: Avenida Professor Luiz Ignácio Anhaia Mello, 1359

ZONA SUL

Terminal Campo Limpo – Endereço: Rua Campina Grande, 43

Terminal Capelinha – Endereço: Estrada de Itapecerica, 3222

Terminal Grajaú – Endereço: Rua Giovanni Bononcini, 77

Terminal Guarapiranga – Endereço: Estrada do M’Boi Mirim, 152

Terminal Jardim Ângela – Endereço: Estrada do M’Boi Mirim, 4901

Terminal João Dias – Endereço: Avenida João Dias, 3589

Terminal Parelheiros – Endereço: Estrada Colônia, 0

Terminal Sacomã – Endereço: Rua Bom Pastor, 3000

Terminal Santo Amaro – Endereço: Avenida Padre José Maria, 400

Terminal Varginha – Endereço: Avenida Paulo Guilguer Reimberg, 0

Folha Noroeste

Somos o maior prestador da região Noroeste, com mais de 100 mil exemplares impressos a Folha do Noroeste tem se destacado pelo seu comprometimento com a Noticia e tem ajudado a milhares de pessoas a divulgar os problemas do cotidiano de nosso bairro.

Adicione Comentário

Clique aqui para postar um comentário