ESPAÇO DO LEITOR

70% das denúncias enviadas à FN são sobre praças e parques, buracos e trânsito

Relação mostra que deformações no asfalto são as campeãs de reclamações

Publicado às 16h

Por Gabriel Cabral

Buracos não são perigosos apenas para aqueles que andam a pé em ruas e avenidas dos bairros da região noroeste da cidade. Um grande defeito na via pode, além de causar prejuízos financeiros a motoristas, causar graves acidentes entre veículos, caminhões e motociclistas. O E-mail do Leitor é um espaço democrático criado pela Folha Noroeste para receber reclamações de diversas naturezas, principalmente aquelas direcionadas ao poder público. Nas últimas cinco edições do jornal foram publicadas cerca de 30 reclamações e 70% delas foram direcionadas a três razões: buracos em ruas e avenidas (30%), problemas com placas e sinalizações de trânsito (23,3%) e situações de parques e praças (16,7%).

Na Rua Doutor Osório Guimarães, por exemplo, motoristas retiram as placas de “proibido estacionar caminhões” para que eles não levem multas. O caso foi denunciado por um leitor. A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) respondeu que a pasta elaborou um projeto que prevê a recolocação das placas. Na Rua Padre Mariano Ronchi, o caso se repete com placas de proibido estacionar. Ambas as ruas são em Pirituba. Nas ruas Doutor Eduardo Vitor Delamare (Jd. São José) e na Andrade Velosino (Jd. Regina) e em tantas outras vias da cidade buracos têm incomodado moradores. As quatro ruas mencionadas são em Pirituba.

A presença de moradores de ruas, a sujeira, o uso de drogas e a insegurança na Praça Nicola Festa, na Lapa, também gerou reclamação de moradores do bairro. A Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social informa que, diariamente, orientadores sociais abordam esses cidadãos para que possam, de forma voluntária, ser acolhidos em algum dos 84 centros de acolhida da cidade.

Outras demandas

Além das razões mais comuns, outras questões também motivam as pessoas a enviarem suas queixas, como foi o caso de uma leitora que preferiu não se identificar e reclamou sobre um carro abandonado há oito meses na Rua Padre João de Almeida, em Pirituba. Apesar de solicitar remoção via canal 156 da Prefeitura de São Paulo e pela própria antiga subprefeitura do bairro. O órgão respondeu que a solicitação foi encaminhada ao Setor de Apreensão para adoção de medidas cabíveis, que, após alguns dias, resultam na retirada do veículo do local.

 

 

Folha Noroeste

Somos o maior prestador da região Noroeste, com mais de 100 mil exemplares impressos a Folha do Noroeste tem se destacado pelo seu comprometimento com a Noticia e tem ajudado a milhares de pessoas a divulgar os problemas do cotidiano de nosso bairro.

Adicione Comentário

Clique aqui para postar um comentário