ESPAÇO DO LEITOR

Leitora sofre com enchentes após a construção de prédios em Taipas

Publicado em 06/12, às 10h40

A construtora Cury está construindo prédios do programa “Minha Casa, Minha Vida” no bairro de Taipas/Jaraguá, bem na Avenida Deputado Cantídio Sampaio. Porém, essa construção está causando inúmeros transtornos para os moradores ao redor, além de colocar a vida de todos em risco – e eu estou sendo a mais prejudicada. Moro na Rua Fragata Constituição, altura do número 276, há quase 23 anos e nunca houve caso de enchente. Mas, desde que começaram essas obras, minha vida se transformou num verdadeiro inferno. Em março de 2017, ocorreu a primeira enchente na minha rua, durante uma forte chuva. A lama da construção dos prédios na Cantídio desceu para a Fragata, invadindo as casas. A minha foi a mais atingida com quase 1,8 metros de lama. Quase morri afogada. Minha família perdeu tudo, não sobrou nada. Ficamos na rua morando de favor, e a Cury não nos deu nenhuma assistência. Pouco tempo depois, com medo de irmos até a Justiça, a construtora pagou uma mixaria pelas coisas que perdemos e fez uma reforma “porca” no local, mas não trocou os pisos, não higienizou nem desentupiu o esgoto. Minha casa estava à venda antes da enchente, e agora ninguém mais quer comprá-la. Em setembro de 2018, descobrimos que uma chácara localizada em frente à minha casa foi alugada pela construtora para descartar, de forma ilegal e sem autorização da Prefeitura, a lama da construção de seus prédios. Em dezembro daquele ano, durante a madrugada, após uma forte chuva, a lama desceu da chácara e alagou minha casa mais uma vez. Perdi tudo novamente. Procuramos a Cury e não fomos atendidos. Não houve nenhuma assistência por parte da construtora. Estou doente, tenho depressão e transtorno pós-traumático, estou afastada do meu emprego e mal tenho dinheiro para comprar meus remédios. Minha casa está cheia de rachaduras, a pressão da lama abalou as estruturas e corre risco de desabamento. Inclusive, ela foi interditada pela Defesa Civil. Isso é um descaso! Minha casa tem escritura, o IPTU é pago todos os anos e nunca teve enchente na região. Tenho vizinhos que moram há mais de 60 no bairro e nunca presenciaram isso. Estou com duas ações na Justiça contra a Cury. Agora em 2019, a juíza determinou o pagamento do nosso aluguel. Enfim, além disso tudo, a construtor abriu um enorme buraco na Rua Elias Antônio Lopes para instalar tubulações que vão desaguar o esgoto das 15 torres num córrego que sempre alaga. Abriram o buraco, e não terminaram, deixando a Rua Elias Antônio Lopes intransitável – uma região com creche e duas escolas. Uma tragédia ainda pior irá acontecer.

Jéssica Pereira

Condomínio em construção em Taipas. Foto: Street View.
Área próxima à construção. Foto: Street View.
RESPOSTA
Assessoria de Imprensa Construtora Cury

Em relação aos fatos narrados pela leitora Jéssica Pereira, a Cury Construtora ressalta que a questão se encontra judicializada e, inclusive, com decisões favoráveis ao grupo Cury. A incorporadora pontua que pauta toda a sua conduta na ética, de modo a observar toda a legislação vigente. Todas as obras que a empresa realiza nessa região possuem todas as aprovações junto ao Poder Público e promovem grande desenvolvimento para a região, seja por meio da oferta de novas residências, seja por meio das melhorias na infraestrutura local. Dessa forma, a Cury reitera a sua seriedade e respeito às leis, às pessoas e às decisões judiciais.

Assessoria de Imprensa Subprefeitura Pirituba/Jaraguá

A Subprefeitura Pirituba/Jaraguá informa que realizará uma vistoria no local junto à Sabesp para verificar o que é necessário ser feito para melhorar o atendimento aos munícipes.

Folha Noroeste

Somos o maior prestador da região Noroeste, com mais de 100 mil exemplares impressos a Folha do Noroeste tem se destacado pelo seu comprometimento com a Noticia e tem ajudado a milhares de pessoas a divulgar os problemas do cotidiano de nosso bairro.

Adicione Comentário

Clique aqui para postar um comentário