ESPAÇO DO LEITOR

Pancadão atormenta moradores do Jaraguá com bagunça e drogas

Publicado em 07/11, às 9h50

Olá, Folha Noroeste. Moro na Freguesia do Ó e gostaria de relatar um problema que ocorre na Rua João Amado Coutinho, no Jaraguá. Aos domingos, feriados e em dias de jogo, é quase impossível andar pela região. Motoqueiros ficam subindo e descendo a via em alta velocidade e empinando suas motos. É um barulho estarrecedor, fora o funk que rola solto no local, e os moradores têm medo de denunciar. Não dá para ver televisão ou repousar. Minha irmã mora no bairro, mas acabo evitando de visitá-la porque não aguento tamanho incômodo. Realmente é uma situação desagradável e insuportável. Infelizmente existe muita gente perigosa no local. Há muitos drogados. O que mais me incomoda é que ali perto existe um posto policial. Mesmo assim, o funk rola solto. Obrigada pela atenção e aguardo novidades.

PM coíbe realização de pancadão na cidade. Foto: Karime Xavier.

*O leitor não quis se identificar

RESPOSTA
Assessoria de Imprensa Secretaria Estadual de Segurança Pública

A Polícia Militar desenvolve policiamento ostensivo e preventivo na região, por meio de planejamento estratégico e do emprego de seu efetivo operacional. As ações são reorientadas quando necessário, com base na análise dos índices criminais. O registro do B.O é importante, seja nas delegacias territoriais ou por meio eletrônico, para que os casos sejam investigados e o policiamento, reorientado. O serviço de inteligência da PM monitora a organização de “pancadões” para identificar os locais onde ocorrem, já que os participantes alteram constantemente o endereço das concentrações. Ao chegar no local, os policiais são orientados a identificar as lideranças, fiscalizar os veículos e, quando constatadas irregularidades, efetuar a apreensão. Em casos em que os “pancadões” já estão instalados, a PM faz uma análise de risco, sempre preservando a integridade física dos participantes e moradores do bairro. No primeiro semestre deste ano, foram realizadas 3.309 operações “Pancadão” em todo o Estado, sendo 1.933 na capital. A PM está à disposição dos munícipes pelo telefone 190.

Folha Noroeste

Somos o maior prestador da região Noroeste, com mais de 100 mil exemplares impressos a Folha do Noroeste tem se destacado pelo seu comprometimento com a Noticia e tem ajudado a milhares de pessoas a divulgar os problemas do cotidiano de nosso bairro.

Adicione Comentário

Clique aqui para postar um comentário