REGIONAL

Acidente fatal na Lapa reacende alerta sobre os riscos envolvendo a rede elétrica

Publicado em 06/01, às 12h40

Por Priscila Perez

Um homem de 52 anos morreu eletrocutado ao subir em uma árvore na Rua Domingos Rodrigues, na Lapa, zona oeste da capital, para pegar frutas. O gari Mário Galdino Pereira recebeu uma descarga elétrica de 13 mil volts ao encostar na fiação. Naquele momento, houve um curto-circuito e parte da rua ficou sem energia.

Acidente na Lapa. Foto: Reprodução/TV Globo.

O acidente fatal, que ocorreu no último domingo, 5 de janeiro, serve de alerta para os perigos envolvendo o contato com a rede elétrica, que nem sempre são visíveis. A falta de poda, por exemplo, pode resultar em acidente, já que os galhos da árvore estão próximos aos fios. E numa ventania, eles são os primeiros a ficarem soltos. Em novembro, uma copeira morreu eletrocutada no Capão Redondo ao encostar no fio energizado que estava solto no chão.

Infelizmente, o problema é bem mais comum do que parece. Para se ter ideia, o Corpo de Bombeiros registrou 102 casos de choques elétricos no ano passado. De janeiro a outubro, foram 182 quedas de fiação.

Mantenha distância

Na Lapa, uma simples poda reduziria o risco de acidente. Já no Capão Redondo, a manutenção do cabeamento elétrico faria toda a diferença. Como são serviços prestados pela Prefeitura de São Paulo e pela Enel – concessionária responsável pela rede elétrica -, a população depende delas para evitar fatalidades como as citadas acima. Mas, acima de tudo, é necessário manter distância da rede elétrica. Ou seja, não devemos tocar em fios caídos nas ruas e jamais subir em postes, torres de transmissão ou árvores próximas à fiação.

Árvore com fios em contato com a rede elétrica. Foto: Reprodução/TV Globo.

“A rede elétrica, às vezes, pode estar encoberta, como foi o caso, e a pessoa acaba não percebendo que está ali próxima”, afirma Marcelo Puertas, diretor de alta tensão da Enel. “A poda de árvore talvez pudesse evitar esse tipo de situação, mas o fato de a pessoa estar pegando um fruto próximo à rede cria essa situação de perigo.” O caso está sendo investigado pela Polícia Civil no 91º DP da Vila Leopoldina.

Folha Noroeste

Somos o maior prestador da região Noroeste, com mais de 100 mil exemplares impressos a Folha do Noroeste tem se destacado pelo seu comprometimento com a Noticia e tem ajudado a milhares de pessoas a divulgar os problemas do cotidiano de nosso bairro.

Adicione Comentário

Clique aqui para postar um comentário