REGIONAL

Exclusivo: Governo adia venda de ativos da Ceagesp na Leopoldina

Publicada em 07/7/2020 à 10h

Por Eduardo Fiora Via Observatório Leopoldina

A crise econômica por conta da pandemia do coronavírus tem impacto direto no cronograma das privatizações do governo federal, entre elas a da Ceagesp, e também no planejamento de projetos regionais, como o Centro Internacional de Tecnologia e Inovação (Citi) proposto pelo governador de São Paulo, João Doria.
No plano federal, numa live promovida pelo Banco Safra, o secretário de desestatização do Ministério da Economia, Salim Mattar, confirmou um novo calendário de venda das estatais.

Adiada

A previsão para a venda de ativos da Ceagesp foi adiada do segundo semestre deste ano para o segundo trimestre de 2021, junto com a privatização do Ceasa Minas.Já no nível estadual, existe um compasso de espera para a retomada do projeto Citi, projetado para quatro fases sucessivas, sendo que a última é implantação de um grande complexo tecnológico, justamente no terreno do entreposto da Ceagesp na Gastão Vidigal, que não seria leiloado, conforme acordo selado entre o Planalto e o Palácio dos Bandeirantes, de modo a possibilitar a criação da fase 4 do centro de tecnologia. Por outro lado, houve a evolução dos estudos sobre a viabilidade e formato do Citi para esta última fase, que na verdade, foi a primeira a ser pensada ainda quando João Doria era prefeito de São Paulo.