REGIONAL

Nós por nós: Campanhas do Jaraguá, Brasilândia e região combatem a fome e o vírus na quebrada

Publicado em 25/03/2021 às 11h

Por Redação/Periferia em Movimento 

O número de casos confirmados e mortes por covid-19 no Brasil chega ao nível mais alto em 1 ano, colocando o País no epicentro global da pandemia. Enquanto faltam leitos em hospitais, o governo federal avança pouco no enfrentamento à crise, com a campanha de vacinação em ritmo lento e a aprovação de um auxílio emergencial menor: o valor médio das parcelas deve cair para R$ 250 e 1 em cada 4 beneficiários deve ser excluído na nova rodada de pagamentos.

Por isso, é importante destacar as vaquinhas e campanhas de solidariedade realizadas por movimentos, coletivos e organizações sociais com o objetivo de socorrer e garantir a sobrevivência das pessoas mais afetadas pela crise sanitária, social e econômica: a população indígena, negra, moradora de periferias, favelas e ocupações.

Zona Noroeste

12. Apoio Mútuo Jaraguá Taipas

Organizada pelo Coletivo de Mulheres da Noroeste, pela Organização Anarquista Socialismo Libertário e pela Rede de Proteção e Resistência ao Genocídio, o Apoio Mútuo Jaraguá Taipas arrecada e distribui donativos para famílias da região Noroeste de São Paulo.

Em caso de dúvidas ou indicação de famílias necessitadas, entre em contato via facebook e pelo e-mail ([email protected]).

Como doar? Por meio de transferência bancária: utilize a chave PIX 11 99499-4465 em nome de Ana Claudia dos Santos para Caixa Econômica Federal (agência 3012, operação 001, CC 27113-8) ou Bradesco (agência 0504, C/C 0461469-0); ou faça pelo picpay @apoiomutuojaraguataipas, ou no paypal e Mercado Pago [email protected]

Rede de Apoio Humanitário nas Periferias (foto: Divulgação)

13. Doação Solidária Nós que Tá (Morro Doce)

De forma voluntária, moradores do Morro Doce organizam as cestas de alimentos que recebem da Uneafro, de empresas e comércios do bairro, assim como de moradores. Também realizam entregas de marmitex.

Como doar ou receber ajuda? Falar com Cida por meio do whatsapp 11 94666-3083.

Endereço: Coronel José Gladiador, 84, Morro Doce (Perus).

14. Projeto De ponta a ponta

Os integrantes compram alimentos de agricultores e os entregam às famílias em vulnerabilidade social.

Como doar? Por meio do Pay-pal clicando AQUI Banco do Brasil/ Agência 1552-0/ CC: 23462-1/CNPJ 07.037.770/000-1/58/Instituto Kairós.

Mais informações pelo telefone (11) 98716-2915 ou instagram.

15. Coletivo Cultural Esperança Garcia

Grupo formado por mulheres fundou o Quilombo da Parada, uma comunidade situada no morro do Estância Jaraguá que atende cerca de 150 famílias com ações culturais, sociais, educacionais e de meio ambiente. Nesta pandemia recebem cestas, máscaras e material de higiene para distribuir no Quilombo da Parada, Brasilândia (Viela 4), Jardim Arpoador (Francisco Morato), Embu Guaçu e Arthur Alvim (Asé Obá Onidajô Afonjá).

Como doar? Diretamente no local: Estrada do Alambique, 29A – Estância Jaraguá.

Mais informações: (11) 982507820 – e-mail: [email protected]

Zona Norte

16. Associação de Moradores do Alto da Brasilândia

Desde o começo da pandemia, a organização vem realizando doações, tanto de cestas básicas quanto de marmitas. Já foram entregues mais de 70 mil marmitas e a organização continua pedindo ajuda para continuar oferecendo o apoio.

É possível falar com Claudio Rodrigues por meio do número (11) 953303566. O endereço do local é Rua Ignácio Leopoldo de Camargo, 47, Brasilândia.

Como doar? Por meio do Paypal diretamente no site da organização (clique aqui); entrando em contato diretamente pelo whatsapp +55 11 95330-3566 ou por PIX: 8b36d4bf-e13d-496d-b1f9-0149bb475282

Mais informações no facebook, no instagram ou no site.

Imagem: Reprodução Periferia em Movimento

Folha Noroeste

Somos o maior prestador da região Noroeste, com mais de 100 mil exemplares impressos a Folha do Noroeste tem se destacado pelo seu comprometimento com a Noticia e tem ajudado a milhares de pessoas a divulgar os problemas do cotidiano de nosso bairro.

Adicione Comentário

Clique aqui para postar um comentário