SAÚDE

Prefeitura amplia número de UBS na vacinação contra febre amarela

Ação contra doença fecha parques na zona noroeste

Publicado às 14h40

Por Cristina Braga

A zona norte da capital já conta com 37 Unidades Básicas de Saúde (UBS) para aplicação da vacinação preventiva contra a febre amarela. Segundo a Prefeitura de São Paulo, a expansão deve prosseguir até atingir todas as unidades da região ou em caso de nova ocorrência. Veja a lista completa no portal Folha Noroeste.

Nesta primeira fase, a prioridade da vacinação é para pessoas que residam em até 500 metros no entorno do Parque do Horto. Na segunda, o raio de abrangência será estendido para 1.000 (mil) metros do Horto Florestal e, a terceira, ampliada para toda a zona norte. Até o último dia 25, foram vacinadas 86.674 pessoas nos distritos de Anhanguera, Jaraguá e entorno dos parques do Horto e Estadual da Cantareira.

A vacina não está indicada para gestantes, mulheres amamentando crianças com até 6 meses e pessoas imunodeprimidas, como pacientes em tratamento quimioterápico, radioterápico ou com corticoides em doses elevadas (portadores de Lúpus, por exemplo). Em caso de dúvida, é importante consultar o médico. Segundo a Fiocruz, as primeiras manifestações da doença são repentinas: febre alta, calafrios, cansaço, dor de cabeça, dor muscular, náuseas e vômitos por cerca de três dias. A transmissão é feita unicamente pela picada de mosquitos silvestres infectados.

Parques fechados

São Paulo passa a ter 15 parques fechados por tempo indeterminado, como medida preventiva contra a febre amarela. Além dos cinco parques que já estavam fechados (dois estaduais e três municipais), mais dez parques municipais estarão fechados por tempo indeterminado. Na zona noroeste, estão os seguintes parques municipais: Anhanguera, Canivete, Pinheirinho d’água, Jacintho Alberto, Jardim Felicidade, Cidade de Toronto, São Domingos e Rodrigo de Gáspari.

folhanoroeste

Adicione Comentário

Clique aqui para postar um comentário