TURISMO

Conheça a misteriosa São Thomé das Letras

Publicado às 17h, por Miriã Arruda

Entre pedras e mistérios, São Thomé das Letras, localizada à 350 km de São Paulo, no interior de Minas Gerais, é puro charme e natureza.

São cachoeiras, grutas, trilhas e muitas histórias que desafiam a gravidade ou te levam à Machu Picchu, no Peru.

Preparado? Então confira estas dicas e boa viagem!

Parque Antônio Rosa

Um conjunto paisagístico formado pelos principais pontos turísticos: Cruzeiro, Toca da Bruxa, Toca do Leão, Mirante e Casa da Pirâmide.

Você consegue fazer tudo durante uma tarde. Aproveite o tempo para a tirolesa e termine o dia assistindo ao pôr do sol no telhado da Casa da Pirâmide. É importante chegar cedo, o lugar enche.

Ah, a Toca da Pedra Furada, a poucos minutos do Parque Antônio Rosa, é mais vazia e também dá para apreciar o pôr do sol. Leve blusa de frio.

Cachoeiras e grutas

Já separa a roupa de banho porque você vai precisar.

Vale das Borboletas e Garganta do Diabo

Você precisa apenas de uma manhã para esses dois lugares. Ou uma tarde.

Ainda cedo, o Vale das Borboletas é vazio, mas em poucos minutos a galera começa a chegar.

Para ter acesso, você vai gastar apenas R$ 5 por carro. Logo na entrada, há restaurantes e lojas de conveniência.

Assim que avistar a cachoeira, seu nome será justificado: muitas borboletas voam pelo local. Você consegue subir no topo dela e molhar os pés, mas nem lá em cima quanto na queda há poço para nadar.

A Garganta do Diabo fica à 2,5 km dali. No próprio estacionamento tem guias para te orientar como chegar por trilha ou estrada.

Cachoeira da Lua

A Cachoeira da Lua é a primeira de um caminho de terra que se afasta do centro até o Poço das Esmeraldas. Para essas, você vai precisar de um dia inteiro e sem chuva, já que algumas subidas apenas veículos 4×4 sobem se o chão estiver molhado. 

Ainda no começo da estrada, um estacionamento aberto na beira da via indica a cachoeira. Dizem que em dias de lua cheia, seu poço fica todo iluminado.

O lugar é pequeno e costuma ter bastante gente entrando e saindo. O acesso é gratuito e você pode se pendurar numa corda para se jogar no poço da cachoeira, que é fundo e vem de uma pequena queda d’água.

Gruta do Sobradinho

Na mesma região da Gruta do Labirinto e Cachoeira do Shangri-lá tem a Gruta do Sobradinho. Sua entrada oficial é numa descida, onde realmente o GPS indica. Porém, antes de começar a descer a rua, alguns carros parados e um bar indicam um outro acesso, esse pela Cachoeira do Sobradinho.

Um senhor simpático te recebe, mostra o caminho e um chuveiro, informa que ele não cobra nada pela entrada, mas aceita qualquer doação para manutenção do lugar e retorna para o bar, onde vende algumas comidinhas.

Pela outra entrada, um valor de R$ 25 é cobrado por pessoa.

Você pode ir ao topo da cachoeira, descer acompanhando sua queda e também seguir para a gruta por uma trilha com algumas escadas que acabam em poços para banho.

Gruta do Sobradinho/Foto: Renan Benevides


Cachoeira da Eubiose

Com 15 m de queda, a Cachoeira da Eubiose fica numa trilha com outras três corredeiras, conhecidas como Pocinhos, Panelas e Suíça. A entrada custa R$ 5 por pessoa, já com o estacionamento.

Cachoeira do Flávio

Entre Eubiose e Antares, a Cachoeira do Flávio tem seu charme. Com entrada livre, seu poço é raso para banho e o lugar é ideal para sentar e relaxar ouvindo o som da queda d’água.

Bem perto dela, no Bar e Restaurante do Seu Valtinho, você encontra comida caseira e barata por R$ 20 à vontade.

Cachoeira Paraíso, Lua de Mel e Véu da Noiva

Olha só, nem precisa gastar tanto dinheiro para esse casamento. A entrada para essas cachoeiras é gratuita.

ALERTA SPOILER – Mistério

Próxima ao Vale das Borboletas, a Ladeira do Amendoim e a Gruta do Carimbado representam, entre outras coisas, o mistério de São Thomé das Letras.

Ao abandonar seu carro na Ladeira do Amendoim, ele é puxado de volta para cima de ré e sozinho, mesmo desligado e no ponto morto. Alguns dizem que é um tipo de força sobrenatural, outros devido ao magnetismo vindo de algum depósito de minerais ou que naquele ponto do planeta a lei da gravidade não se aplica. Mas eis a resposta: ilusão de ótica. A paisagem confunde nossos olhos e o que parece ser uma subida, na verdade, é uma descida.

O mistério da Gruta do Carimbado ainda não foi revelado, já que ninguém encontrou seu fim. Há quem diga que seu caminho leva a Machu Picchu, no Peru, e que é ela a explicação para o misterioso sumiço dos incas que habitavam os Andes antes dos espanhóis chegarem. Vai saber!

Viaje

Aproveite a arquitetura da cidade feita de pedras sobrepostas, passeie pelo centro, ande pelas ruas, almoce comida mineira preparada no fogão a lenha, coma pizza na pedra, beba as cachaças produzidas em São Thomé, experimente os doces caseiros, conheça a história da Igreja do Rosário, compre souvenir, assista ao show do Ventania, tire foto com as criaturas extraterrestres espalhadas pelas ruas, pare na portal para ver as estrelas e o mais importante: curta muito a sua viagem.

 

Folha Noroeste

Somos o maior prestador da região Noroeste, com mais de 100 mil exemplares impressos a Folha do Noroeste tem se destacado pelo seu comprometimento com a Noticia e tem ajudado a milhares de pessoas a divulgar os problemas do cotidiano de nosso bairro.

Adicione Comentário

Clique aqui para postar um comentário